As primeiras do dia

Achando que um salário de 33 mil reais é pouco, os ministros do Supremo aprovaram ontem uma proposta de aumento para eles mesmos. Segundo o que foi aprovado, o percentual de aumento será de 16 por cento e cada ministro passará de 33 para 39 mil.

**

Por que não arredondaram logo para 40 mil?

**

A proposta ainda depende de aprovação do Congresso.

**

Alguém acha que o Congresso não vai aprovar?

**

O danado é o efeito cascata que isso vai provocar.

**

Porque, depois deles, automaticamente serão beneficiados os ministros do TSE, TST, STJ, passando para os desembargadores dos TRFS, TRTS, TJS e de ladeira abaixo os juízes federais e estaduais.

**

Além de continuarem recebendo os auxilios moradia, planos de saúde de primeira categoria e etc e coisa e tal.

**

Veja a gravidade da coisa: naquela operação do Ministério Público em Patos foi desbaratada a gangue da luz que atuava na Prefeitura local. Entre os desbaratados existe um parente próximo do prefeito de João Pessoa. Este parente, segundo relatório do Ministério Público, recebia propina e estaria intermediando uma substituição de lampadas na Prefeitura da Capital, semelhante ao que aconteceu com a Prefeitura de Natal.

**

Até agora o rapaz não foi exonerado da função que exerce na Prefeitura da Capital.

**

O presidente do TJ, Joás de Brito Pereira Filho, decidiu retirar de pauta a decisão de extinguir 16 comarcas do interior do Estado.

**

Decisão mais que sábia.

**

A extinção geraria desemprego e causaria transtornos aos cidadãos que precisam dos serviços da justiça.

**

Luiz Couto e Veneziano conversavam alegremente ontem na cidade do Conde e , a certa altura, um deles virou-se para os jornalistas e desafiou: “Duvido que Cássio e Daniela façam isso”.

**

Do governador Ricardo Coutinho: “Não posso pegar um irmão que está sem fazer nada e colocar como governador”.

**

Viuge!

**

A quem ele estava se referindo, alguém sabe?

**

Parece que o prefeito de Alagoinha renunciou indagorinha.

**

Quem renuncia de madrugada é bacurau.

**

Ou coruja.

**

Ambos os dois não dormem.

**

Passam a noite acuando tetéo.

**

E como não sou nem coruja, nem bacurau, nem tetéo, vou dormir de novo.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Em respeito à justiça eleitoral os comentários estão temporariamente desativados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

Mais comentadas