As primeiras do dia

Meus amigos, nós, nordestinos, não somos nada para Jair Bolsonaro. Até nos momentos em que quer ser agradável, ele agride. Ontem, no evento público que promoveu, no Rio de Janeiro, ele disse que nordestino não entende de nada, é uma gente que precisa ser resgatada.

**

Foi durante um questionamento sobre sua estratégia para conquistar o voto do Nordeste, região onde perdeu no primeiro turno.

**

Olha a resposta do homem:

“Vamos libertar esses estados dessas doenças comunistas. Lá tem gente que vota no PT, no PC do B, mas que não tem noção do que estão fazendo, foram doutrinadas. Vamos resgatar essas pessoas.”

**

Ou seja, o nordestino é burro, vota de cabresto, não sabe o que faz e por isso precisa ser resgatado.

**

Isso é fruto do preconceito que alimenta esse senhor em todos os sentidos.

**

Ele é branco e jamais um filho dele faria um filho numa negra, como garantiu a Preta Gil.

**

Homossexual pra ele é viado, e fim de papo.

**

E nordestino, segundo suas palavras, é um ser sem noção que precisa ser resgatado.

**

E pensar que o Nordeste deu ao mundo Ruy Barbosa, Zé de Alencar, Castro Alves, Barbosa Lima Sobrinho, Graciliano Ramos, Zé Américo, Zé Lins do Rego, Alcides Carneiro, Epitácio Pessoa, Jorge Amado, Padim Cícero, Rachel de Queiroz, João Cabral de Melo Neto, Zé Dumont, Zé Wilker, Lampião, Maria Bonita, isso só pra falar dos mortos, porque de vivos o Brasil também está repleto de nordestinos que se destacam na política, na música, na literatura, no teatro, no cinema na TV e nos negócios.

**

Deve ser por isso que Bolsonaro está com medo dos debates.

**

Toda vez que abre a boca, a fossa perde a tampa.

**

E eu vou dormir de novo.

21 Comentário On As primeiras do dia

  • José J. R. de Pádua Freire

    Estamos lascados!!!

  • Kkkkkk, tem jeito não. É melhor Jair se acostumando.
    Não vai ser essas suas interpretações que vai impedir de passar dos 65%.

  • Faltou você citar um dos mais brilhantes palestrantes do Brasil que o seu palavreado popular e voz suave mantinha um auditório esperto durante horas Ariano Suassuna.Se tivesse vivo daria uma resposta suave e convincente para enquadrar esse falastrão que talvez vá fazer os seus enganados eleitores a provarem o cálice cheio de um liquido amargo, mesmo assim torço pra se eleito for desconstrua esse discurso de ódio e de discriminação e faça uma administração republicana para tirar o Brasil desse atoleiro.

  • Tião, aceita que dói menos, ou você vai endoidar, você distorceu as palavras de Bolsonaro, ele não falou nada do que você está dizendo. Vocês estão desesperados!!!!!
    Mas, fica tranquilo, quer você queira ou não, Bolsonaro será seu próximo presidente! !!!!!

  • Prezado Tião! O que esperar de um arregão como esse??? Não quer ir para um debate, mas vive em campanha…(lá na torre, seria chamado de “batedor de pino”)…De um cara que não sabe nem se expressar!, de manter uma simples linha de raciocínio sobre qualquer coisa!! Que, na verdade, não sabe nem onde é o Nordeste!! Não conhece nossa realidade, não conhece os nossos problemas!! Não conhece o nosso povo!! que vai punir o povo daqui porque não votou nele (vide suas declarações sobre os governadores que “não se alinham ao seu projeto”) E o pior é que toda vez que ele fala essas asneiras, tem gente (seus seguidores, óbvio), que diz que ele não “quis dizer o que disse” ou “não é bem assim”!!!! Hahahaha!! Inacreditável!!!

  • Tião, pelos comentários acho que ele tem razão, tem uma parte de nordestinos que se enquadram exatamente no que ele falou, são aqueles que ouvindo não entendem e vendo não enxergam.

  • e melhor Jair se acostumando, vao chorar na cama

  • jose airton calado- campina grande

    Osvaldo,voceestánacota, que bolsonaro citou, dos que nãp entende nada, #elle não.

  • José Jackson de Lima Rafael

    Bolsonaro não vai ao debate, pois sua assessoria tem medo dele perder votos quando abrir sua boca e demonstrar o total despreparo para o cargo que ele tanto deseja.

  • Eu estou muito triste porque sei que grande maioria do nosso país já elegeu este homem pra ser presidente a partir de 2019, não tem jeito. Vamos cair no abismo por causa de muitos brasileiros que parecem ter sofrido uma lavagem cerebral!

  • Votei em JOÃO porque ele sem dúvidas é o melhor. Voto consciente. A Paraíba cresceu nesses últimos anos. Parabéns Ricardo pelo grande trabalho. Agora não venha me enfiar de guela abaixo esse poste. PT nunca mais.

  • Conheça as principais diferenças entre Bolsonaro e Haddad
    Programas de governo dos presidenciáveis têm raízes distintas, especialmente para a economia e os direitos humanos.
    Cristiane Sampaio
    Brasil de Fato |
    ………………………………………………………………………………………..
    As duas chapas se situam em espectros distintos do cenário político: Haddad é um dos expoentes da esquerda e, portanto, liderança do campo progressista; já Bolsonaro, conhecido pelas ideias reacionárias, representa um projeto político de extrema-direita. Como consequência, os programas de governo dos dois presidenciáveis guardam diferenças fundamentais. Veja a seguir algumas delas.

    Economia e emprego

    Haddad, que é professor do Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo (DCP-USP), propõe medidas de valorização do Estado. Entre elas estão a revogação do Teto de Gastos, que limita por vinte anos os investimentos nas áreas sociais, e da reforma trabalhista, ambos de iniciativa do governo Michel Temer (MDB).

    Além disso, o ex-prefeito defende o fim do atual processo de privatizações; o equilíbrio das contas da Previdência por meio da geração de empregos e do combate à sonegação; e uma reforma tributária que compreenda, entre outras medidas, isenção de Imposto de Renda (IR) para trabalhadores com renda de até cinco salários mínimos (cerca de R$ 4.770).

    No que se refere ao mercado de trabalho, Haddad propõe a criação de novos postos por meio do programa Meu Emprego Novo; o retorno imediato de 2.800 grandes obras que estão paradas em todo o país; e a retomada do programa Minha Casa, Minha Vida. O petista também defende o fortalecimento da Petrobras.

    Já o programa econômico de Bolsonaro prevê a redução da máquina do Estado e faz acenos ao mercado com propostas como: reforma da Previdência; independência do Banco Central; privatização da maioria das estatais, concessões e venda imóveis da União.

    Além disso, o candidato defende o fim do monopólio da Petrobras no que se refere ao gás natural e uma tabela de preços da estatal baseada no mercado internacional.

    Para o mercado de trabalho, Bolsonaro propõe a criação de uma nova carteira de trabalho, que também terá o contrato individual prevalecendo sobre as normas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Para sindicatos e outros setores populares, a medida fragiliza ainda mais os direitos da classe trabalhadora.

    Segurança

    Bolsonaro propõe medidas como flexibilização da legislação sobre o porte de armas; redução da maioridade penal para 16 anos; e tipificação de “invasões de propriedades rurais e urbanas” como terrorismo.

    Já Haddad defende mudanças na atual política de drogas, com observação das experiências internacionais de descriminalização e regulação do comércio de entorpecentes; aprimoramento da política de controle de armas; e integração dos serviços de inteligência.

    Educação e direitos reprodutivos

    Com discurso conservador, o candidato do PSL critica a educação sexual, com referência a uma suposta tentativa de “doutrinação e sexualização precoce” por parte de setores progressistas.

    O programa não menciona, por exemplo, a temática do aborto, mas Bolsonaro é conhecido defensor do impedimento de alterações na atual legislação, que libera a prática apenas em casos de estupro e gravidez de anencéfalos. Ele também não faz referência aos direitos do público LGBT, mas por diversas vezes já se pronunciou publicamente com posicionamentos homofóbicos.

    Haddad também não faz referência ao aborto, mas destaca a defesa do Estado laico e propõe a promoção da saúde integral da mulher para o exercício dos direitos sexuais e reprodutivos, além do fortalecimento de uma perspectiva “inclusiva, não sexista, não racista e sem discriminação e violência contra o LGBTI+ na educação e nas demais políticas públicas”.

    O petista defende a promoção da cidadania LGBT, a criminalização da LGBTfobia e a inserção desse público no mercado de trabalho.

    Outros

    Haddad defende ainda medidas que favoreçam as soberanias nacional e popular; o retorno a uma “política externa altiva e ativa”, com base, por exemplo, na integração latino-americana; reformas do Estado e do sistema de Justiça; promoção da diversidade na mídia; promoção dos direitos dos idosos e das pessoas com deficiência; além da defesa dos direitos dos povos do campo, das florestas e das águas.

    Já o programa de governo de Bolsonaro se manifesta em defesa da aproximação diplomática do Brasil com países como Estados Unidos e Israel, critica países como a Venezuela e não menciona, por exemplo, o Mercosul. Ao contrário, defende “acordos bilaterais”.

    O candidato do PSL também não menciona, por exemplo, em seu programa de governo, os direitos das pessoas com deficiência.

    Além disso, fala em “imprensa livre e independente” sem mencionar, no entanto, a pluralidade midiática. Ao mesmo tempo, o candidato defende, em discursos e entrevistas, práticas da ditadura militar, conhecida, entre outras coisas, pelo cerceamento da liberdade de imprensa.

    Edição: Diego Sartorato

  • Esse homem tem nojo de nordestino ele e sua família Deus nos proteja.

  • Esse candidato é um MONSTRO.

  • SAIBA COMO EXIGIR DO TSE A PRESENÇA DO BOLSONARO NOS DEBATES.

    Você sabia que a gente pode solicitar a presença do Bolsonaro nos debates com Haddad, formalmente? Você clica no link a seguir, seleciona “reclamação” e, se quiser, pode colar o texto abaixo do link.

    http://www.tse.jus.br/eleitor/servicos/ouvidoria/formulario-da-assessoria-de-informacao-ao-cidadao

    Solicito uma posição do TSE quanto a exigência do comparecimento do presidenciável Jair Bolsonaro aos debates que precedem o segundo turno pois a população está correndo o risco de votar no candidato sem saber exatamente quais suas reais propostas para o Brasil. Lembrando que muitas pessoas mais simples não vão conseguir acessar seu plano pela internet e os debates pela televisão elucidam seu posicionamento e ideias.
    Aguardo retorno.

  • Tião, Ciço nasceu no Poço Doce ou na Santa Rosa ?

  • Olhem o que diz o médico que operou Bolsonaro:
    compartilhando:

    “Como médico e como cristão condoído pelo sofrimento de Jair Messias Bolsonaro gostaria de esclarecer alguns pontos que foram esquecidos nestes últimos dias. Há um mês Jair sofreu um grave ferimento por arma branca que custou-lhe uma severa hemorragia interna, contaminação peritoneal com fezes devido lesão de seus intestinos delgado e grosso e consequente peritonite fecal. Foi realizada uma colostomia temporária que aguarda alguns poucos meses para ser fechada. No seu pós-operatório imediato teve uma deiscência de sutura bloqueada com oclusão intestinal. Foi novamente operado. Agora se recupera graças aos seus excelentes profissionais e ao bom Deus. Neste período tem sido vitima de impropérios e acusações tais como: o ferimento não teve gravidade, não compareceu a debates com atestado médico falso, amarelou entre outros adjetivos. Qualquer trabalhador afastado de suas atividades pelo SUS por tais lesões gozaria de afastamento de suas funções por dois ou três meses. Bolsonaro completa agora o seu primeiro mês do trauma, ainda não completou um mês de sua última cirurgia. Para esclarecer ao leitor leigo, seu estado geral ainda é muito precário o que pode ser visto na sua última entrevista em seu domicílio. A colostomia que é uma saída artificial de gases e fezes em uma bolsa plástica é muito inconveniente. Fezes e gases saem independente da vontade o paciente. Os gases fazem ruídos altos, audíveis no ambiente que está o paciente e as fezes, exalam um odor desagradável que pode ser sentido por quem está próximo.
    O constrangimento de um colostomisado é muito grande. Imaginem num ambiente como os Estúdios da Globo e com um público de milhões de expectadores. Acredito que ninguém gostaria de se expor desta maneira. Acho injusto chama-lo de covarde, que correu do debate, que amarelou, que usou atestado frio, etc. etc. Ignorância extrema e falta de caridade cristã. Fico revoltado com tanta sujeira. Por favor respeitem um ser humano independente de suas convicções políticas.”
    João Batista Marchesini, CRM/Pr.1551
    Tenham respeito . O poste de vocês amarelou e virou um camaleão.,

  • os bolsonetes, ex-aécistas, ex-milhões de cunha, ex-collor, estão brincando com o fascismo. seu candidato sequer é nacionalista. se fosse, e defendesse a soberania nacional, vá lá, mas um entreguista vagabundo e ladrão de banco? seus eleitores são os doutrinados aqui, votam em quem o pastor manda.

  • Não era o meu candidato, mas agora sou Bolsonaro 17, contra a esquerda qualquer um seria melhor, chega de alienação.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

Mais comentadas