De uma coisa todo mundo tem certeza: a reforma trabalhista aprovada ontem pelo Senado, com os votos dos nossos queridos conterrâneos José Maranhão, Raimundo Lira e Cássio Cunha Lima, não é boa para os pobres.Ela atende ao interesse do empresariado, dos homens da mala, dos financiadores de campanha, dos poderosos. O trabalhador vai murchar e isso ele sentirá logo após a dita cuja entrar em vigor.
**
Não pouparam nem as mulheres gestantes. Sepultaram a CLT, que era a Bíblia do trabalhador. Chafurdaram a justiça do trabalho, em suma, pintaram o sete e desenharam o oito, acreditando, com certeza, na impunidade das urnas e na falta de memória do eleitor.
**
Mas esqueceram dos reflexos. Sim, os reflexos. Esses permanecerão vivos e se manifestarão toda vez que o trabalhador se sentir esmagado pelo tempo novo.E ao se manifestaram darão ao humilhado de agora a certeza de que precisa se vingar dos autores de sua desgraça.E a vingança tem que ser nas urnas.
**
Nâo condeno quem pensa diferente, mas eu mesmo, o Tiãozinho aqui, não votarei em nenhum político que apoiou as reformas trabalhista e da previdência.Se vierem pedir voto a mim ou a alguém aqui de casa, podem se preparar para ouvir um monte de desaforo.
**
Qualquer cidadão pode dar voz de prisão a quem for encontrado cometendo crime. Mas um promotor não pode desarmar agentes no pleno exercício do dever e mandar prende-los como se fossem marginais. O que aconteceu em Sousa foi um abuso que precisa ser reparado pela cúpula do Ministério Público Estadual.E olhem que os agentes cumpriam determinação escrita do juiz de direito.
**
Os vereadores da oposição foram ver os PSFS da Prefeitura na zona sul da cidade, aquela que pega do Valentina ao Costa e Silva. O que eles viram foi de estarrecer.Segundo Bruno Farias, no PSF do Costa e Silva a sala destinada aos exames citológicos parece uma pocilga. Acrescente-se a isso a falta de médicos, de dentistas e de remédios nas farmácias.
**
Já ouviram falar em Casa de Noca?
**
Os tucanos da Paraíba, à frente o prefeito Romero Rodrigues, ameaçam deixar o ninho caso o partido permaneça na base aliada do governo Temer.
**
Como as coisas da política mudam.Não faz muito tempo, Romero recebia Temer em Campina e lhe fazia mimos.
**
Sem contar os selfs tendo como paisagem as águas claras do São Francisco.
**
Quando era presidente, Dilma evitava visitar a Paraíba. Agora ela se apaixonou de um jeito que já programa vinda ao Estado ainda este mês. Lula virá em agosto.
**
Gutemberg Cardoso flagrou mulher misteriosa visitando o prefeito Berg Lima na cadeia.
**
Inté.

 




Comentários realizados

  • 13/07/2017 às 14:30

    PILÃO

    Senadores-empresários foram maioria absoluta dos votos a favor da reforma trabalhista; Duas das mais numerosas bancadas do Senado, PSDB e PMDB são os partidos com mais senadores empresários ou acionistas de empresas ou corporações congêneres.SEGUNDO UOL -- SENADORES SO REPRESENTAM ELES MESMOS!O POVO QUE TRABALHA QUE SE DANE!!

  • 12/07/2017 às 13:08

    GABY

    O SENADOR CÁSSIO(PSDB) É GOVERNO! ( CÁSSIO(PSDB) = TEMER(PMDB)!) VAMOS DIVULGAR - CÁSSIO - INIMIGO NUMERO UM DO TRABALHADOR !!!

  • 12/07/2017 às 13:03

    GABY

    Queda de Temer ‘vai demorar um pouco mais‘ que 15 dias, diz senador tucano - senador da Paraíba - é uma canalha oportunista ! MEU POVO! VAMOS ABRIR OS OLHOS!

  • 12/07/2017 às 13:02

    GABY

    Queda de Temer ‘vai demorar um pouco mais‘ que 15 dias, diz senador tucano - senador da Paraíba - é uma canalha oportunista ! MEU POVO! VAMOS ABRIR OS OLHOS!

  • 12/07/2017 às 12:14

    gaby

    Os sujeitos da foto, representam qualquer coisa, menos o povo.Canalhas!!!!!

  • 12/07/2017 às 12:05

    marcos

    Totalmente de acordo, não votarei em nenhum dos que ajudaram a ferrar com o trabalhador.

  • 12/07/2017 às 11:19

    José

    Esses senadores da Paraíba são uma vergonha...

  • 12/07/2017 às 10:52

    iranilson

    Boa dia amigo Tiao por gentileza mostre apenas um direito perdido, só um basta.

  • 12/07/2017 às 10:40

    Angela Lima

    UM "APERITIVO" PARA QUEM AINDA PENSA EM DAR SEU VOTO PARA CÁSSIO, LYRA OU MARANHÃO. Do site 247. MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA APÓS A MORTE DA CLT 247 – O advogado Leonardo Isaac Yarochewsky listou, em 14 pontos, os principais retrocessos da reforma trabalhista aprovada ontem pelo Senado. Confira abaixo: Reforma Trabalhista conforme aprovada ontem 1) Se você ganha mais de R$ 2.212,52, será obrigado a arcar com as custas processuais. Demitido sem receber salários e rescisão, deverá pagar para acionar a Justiça, ainda que não tenha garantia alguma de que irá receber após anos de litígio, e a escola dos filhos, aluguel e demais contas não serão levados em conta para avaliação da gratuidade judiciária. 2) Se você realizou horas extras durante um ano e não recebeu em holerite, ou mesmo se as comissões não foram pagas, seu patrão poderá quitar tudo isso pagando metade, 1/4 (dependerá do humor dele) do que te deve, e você não poderá reclamar as diferenças na Justiça do Trabalho, conforme artigo artigo 507-B do projeto de lei; 3) Se você trabalha no chão de fábrica e ganha R$ 2.000,00, caso venha a sofrer um acidente de trabalho (no Brasil são cerca de 700 mil por ano), fique ciente que sua integridade física valerá menos que a do gerente da fábrica, que ganha seus R$ 10.000,00, pois o artigo 223-G é informa que "sua vida vale o quanto você ganha"; 4) Se você faltar a sua audiência (por inúmeras razões), será obrigado a pagar custas para o Estado e sairá devendo os honorários do advogado da empresa (artigo 844, parágrafo 2º c/c art. 791-A); 5) Seu empregador poderá contratar você como PJ, sonegando impostos, contribuições sociais, férias, 13º, FGTS, DSR, horas extras, e você não terá para quem reclamar (art. 442-B) - autorização de fraude; 6) Se for contratado pela modalidade intermitente (art. 443), poderá ficar sem receber salário mínimo, férias, 13º se o empregador assim desejar. 7) Dívidas trabalhistas poderão ser integralmente fraudadas através da criação de novas empresas e da transferência dos contratos de trabalho (art. 448-A); 8) Será autorizada a rescisão contratual por mútuo acordo. Ou seja, ninguém mais será mandado embora, mas será gentilmente convidado a se retirar (art. 484-A) e o empregador economizará dinheiro na rescisão; 9) Se você ganha mais de R$ 11.062,62, negociará de igual para igual seus direitos trabalhistas em uma Câmara de Arbitragem (art. 507-A); 10) Você não tem direito a decidir qual sindicato irá te representar (unicidade sindical), mas será obrigado a aceitar os acordos por ele realizados, que prevalecerão sobre a lei, e os acordos serão espúrios, eis que acabará a contribuição sindical obrigatória; 11) Será lícito ao empregador, pela negociação coletiva, eliminar direitos sem estabelecer contrapartidas, o que contraria o atual entendimento dos Tribunais Trabalhistas; 12) Se o seu sindicato, que será enfraquecido, estipular uma norma em prejuízo dos sindicalizados, você não terá direito de contestar o conteúdo dessa norma na Justiça; 13) A mulher gestante poderá trabalhar em ambiente insalubre, sob ruído, sol, poeira, dentre outros agentes, desde que um médico subscreva autorização (art. 394-A); 14) Fim da homologação perante os sindicatos (que já não assegura direitos). A homologação poderá ser feita na própria empresa, ou seja, sem qualquer possibilidade de indagação dos valores consignados (art. 855-B), transformando o Juiz do Trabalho em um carimbador; >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> E eu acrescento: Os "ingênuos" que golpearam os trabalhadores acreditando que o governo faria os "ajustes" via MP acabaram de ser comunicado, via twitter, pelo Sr. Presidente da Câmara que NÃO colocará em votação nenhuma MP que altere o que foi aprovado. Estão mesmo querendo ver o "circo" pegar fogo.... O povo estar anestesiado, mas quando começar a sentir a força do "garrote" armado pelos Golpistas....

  • 12/07/2017 às 09:35

    analista

    COMENTÁRIO TOTALMENTE DESASTRADO SOBRE A REFORMA TRABALHISTA, TIÃO. PROCURA SE INTEIRAR MELHOR SOBRE O ASSUNTO, PARA QUE POSSA EMITIR UMA OPINIÃO MAIS COERENTE, TIÃO.

  • 12/07/2017 às 08:55

    Angela Lima

    As senadoras Gleisi Hoffmann, Fátima Bezerra, Regina Sousa e Vanessa Grazottin mostraram ontem que, hoje, são as mulheres que ainda tem a coragem e a dignidade de enfrentar a força dos brutamontes. Elas demonstraram tudo o que faltou aos senadores José Maranhão, Raimundo Lyra e Cássio Cunha Lima, e aos outros 47 capachos que, assim como eles, mostraram ao eleitor que o caminho que devem apontar para tais políticos, em 2018 e nas eleições seguintes, é o da lixeira. Lixeira da politica e da história!

  • 12/07/2017 às 08:22

    José

    CLT a Bíblia do trabalhador? Aquela que foi inspirada no comunista Mussolini? O povo brasileiro estava cansado de pagar imposto pra sindicatos e ninguém sabe pra onde ia esse dinheiro, o trabalhador de verdade não tinha retorno e nem o sindicato servia pra algo, só pra sugar nosso dinheiro.

  • 12/07/2017 às 08:11

    Homero Filho

    Se lascaram, em 2018 nós conversaremos!!

  • 12/07/2017 às 07:59

    Edmundo dos Santos Costa

    NÃO É SOMENTE PELO SALÁRIO QUE ELES BUSCAM O MANDATO DE SENADOR. MUITO MENOS PARA DEFENDER OS INTERESSES DE TRABALHADORES COMUNS. QUEM ENCONTRAR-SE EM CONLUIO QUE BOTE A CARAPUÇA E QUEM NÃO FOR IMBECIL QUE ENTENDA.

  • 12/07/2017 às 07:31

    Cavalcanti

    Resta agora os paraibanos votarem contra eles para acabar com a manata que eles vivem a custa dos idiotas que votaram neles

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*

Outras Notícias

 Estou acompanhando pela imprensa as reações à volta do racionamento da água em Campina Grande. A deputada Daniela Ribeiro festejou. O deputado Bruno Cunha Lima,... Ler mais

  Nesta quarta, 20 de setembro, Boqueirão alcança o volume de 1 milhão de metros cúbicos de água, mesmo mandando água em abundância para Campina... Ler mais

  Vocês viram o que vi? Claro que viram, o Brasil inteiro viu, a nova Procuradora Geral da República, a substituta de Janot, tomou posse entre três futuros réus: o... Ler mais