O Banco do Brasil descumpriu determinação judicial e não assinou as operações de crédito no valor de quase R$ 150 milhões para o Governo da Paraíba. A decisão em favor do Estado se deu no último 3 de janeiro pelo juiz plantonista José Ferreira Ramos Júnior, da 2ª Turma Recursal Permanente de João Pessoa.

O prazo de cinco dias após a notificação foi expirado na última terça-feira (9), com multa de diária de pagamento de 10% do valor total dos contratos de empréstimos – ou seja, quase R$ 1,5 mi por dia de descumprimento.

A decisão é tida no Palácio da Redenção como desrespeito à Justiça da Paraíba.

Os recursos, dois empréstimos, são R$ 112.800.000,00 para obras de infraestrutura, e R$ 36,943,220,59, para o Minha Casa Minha Vida, afirmou a defesa do Executivo – o que totaliza exatos R$ 149 milhões e 743 mil.

Os empréstimos foram chancelados pelo Tesouro Nacional no dia 28 de dezembro, através de publicação no Diário Oficial da União (DOU). Entretanto, o Banco do Brasil está burocratizando a liberação dos recursos. 

 




Comentários realizados

  • 15/01/2018 às 13:29

    Claudio Silva

    O BB retirou o espírito público de sua missão, age como entitade privada com ordem de seus diretores!

  • 14/01/2018 às 12:00

    Fred

    Na verdade o governo temer dá prioridade a enriquecer bancos privados. Daí, depois de anos, o Banco do Brasil perder a folha de pagamento do estado. O banco agora faz questão de não emprestar. Porque o "lema" do governo Temer é enriquecer os bancos privados e sucatear os públicos. Quando privatizarem o Banco do Brasil e a Caixa, todos nós, o Estado, pessoas físicas e jurídicas, haverão de se submeter a usura dos bancos privados. A ordem vem lá de cima e Temer está a serviço dos banqueiros de do capital internacional.

  • 13/01/2018 às 12:41

    Matheus

    Desrespeito com a PB. Nao e de graça, os juros serao pagos. O bb tem missao de fomentar o desenvolvimento ja que recursos sao do contribuinte. Deve ser ordem do Marun, aquele que chantageia os governadores para aprovar a indecencia da nova lei da previdencia. Quem votar nao volta!

  • 13/01/2018 às 07:32

    Lima Filho

    Retaliação pela retirada da fôlha. Acredito.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*

Outras Notícias