O conselheiro Fernando Catão, tio do senador Cássio Cunha Lima e ex-secretário do governo dele, aquele governo que fazia o Empreender de hoje com o nome de “Cheque Moradia”,  acabou de suspender as atividades do Empreender Paraíba.Trocando em miúdos, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado intimou o governo da Paraíba a não repassar a pequenos empresários paraibanos a substancial ajuda que eles recebiam nos últimos seis anos para aumentar seus negócios ou mesmo iniciar uma atividade que lhes permitisse a subsistência.

Não há como separar a decisão do conselheiro do viés político que o motivou. O senador sobrinho dele em diversos momentos tem se mostrado incomodado com as ações do Governo Ricardo Coutinho. Quando não se anuncia como o iniciador de todas as obras realizadas pela atual administração, bota defeito. E o Empreender incomoda não só a ele, mas a outros segmentos da oposição que se especializaram em ganhar eleições sugando a boa fé do eleitor.

Esse povo não aceita conviver com um político que trata o eleitor como gente, que respeita o cidadão e não o compra.

Diante do que ocorreu, só me resta avisar aos meus amigos do Geisel, do Zé Américo,do Funcionários II, de Bayeux, de Santa Rita, de Campina Grande,de Bananeiras, de Princesa, de Tavares, de Juru, de Manaíra e de Cachoeira dos Indios, que o tão sonhado Empreender de vocês não vai mais chegar.E não vai porque um conselheiro do Tribunal de Contas chamado Fernando Catão resolveu proibir.

Um dia após o Tribunal de justiça suspender, via liminar, a tramitação da Lei Orçamentária Anual - LOA na Assembléia, o conselheiro Catão suspendeu o Empreender.

Tudo isso, meus amigos dessas e de outras cidades que sonhavam com um novo negócio ou com um incentivo para os negócios já em curso, não seria nada demais se o homem responsável pela medida repressora não fosse tio do senador Cássio Cunha Lima e sogro do deputado Tovar Correia Lima, todos eles adversários do Governo e declarados desafetos do governador Ricardo Coutinho.

Alguém há de dizer: exagero. Mas não é. Lembrem-se que eles foram contra o fim do racionamento da água de Campina, somente porque quem anunciou a medida foi o governador.

Ficou provado que Campina poderia sobreviver tendo água na torneira. Tanto é verdade que mais de dois meses após o final da crise hídrica, Boqueirão continua enchendo e o campinense tendo água boa do São Francisco em sua casa.

Essa última investida, no entanto, superou todas as demais.O Empreender é um programa que incomoda a oposição, isso é certo. O programa já investiu R$ 130 milhões na economia do Estado. Mas, mesmo incomodada, a oposição deveria se mostrar mais humana, mais solidária e mais agradecida a esse povo que lhe dá régua e compasso, votando nela em seguidas eleições.

E quanto ao Conselheiro repressor, um conselho, se é que se pode dar conselho a um Conselheiro: Se averbe de suspeito, disfarce, dê a tarefa de julgar essas questões que tem parentes seus envolvidos até o gogó, alguns figurando como autores de ação contra o mesmo Empreender no TRE, a colegas seus divorciados do viés político ou com sangue diferente do sangue Cunha Lima a correr em suas veias.

Leia abaixo a decisão do Conselheiro Catão:

 




Comentários realizados

  • 08/11/2017 às 18:10

    Marlinda Dantas Porto

    Lamentável ver nossos sonhos e projetos ir por água abaixo, mas 2018 vem aí, aguardem! É esse tipo de gente que não deixa o país crescer, desenvolver e dar um futuro melhor pra o seu povo, nojo.

  • 08/11/2017 às 13:03

    severino de maria

    Recomendar ou determinar prova apenas uma coisa A elite paraibana e seus poderes estão longe do povo que precisa ganhar o pão de cada dia

  • 08/11/2017 às 12:57

    ARNALDO GOMES DE OLIVEIRA

    Faço minhas as dúvidas de Christiano Almeida acerca das atribuições do TCE. Por que o TCE-PB tem poderes de tribunal de justiça, inclusive interditando construção de um shopping em Cabedelo? Coincidentemente, envolvendo um conselheiro ligado a CEL. Aí tem...

  • 08/11/2017 às 11:01

    RINALDO LIMA

    Esse quadro do TC do estado é um verdadeiro ninho Cassista, que vai perpetuar por muitos anos ainda, qdo Cássio governava esse estado ele nomeou 4 conselheiros do seu quadro político ou de sua família, para poder fazer os desmandos que fez e não ter problemas com contas rejeitadas. Fernando Catão, Arthur Cunha Lima, Fábio Nogueira e Nominando Diniz, assinam os cheques em branco que CCL deixa em seu currículo de mal feitorias pela pequena e sofrida Paraíba.

  • 08/11/2017 às 10:10

    Camilo Moura

    Tal tio tal sobrinho! Esse é o verdadeiro Cassio! Se o prefeito não for seu aliado, ele faz barreiras para impedir verbas para o município seja prejudicado .Essa prática é a forma que ele contra os que não são seus aliados. Ainda infiltra pessoas para atrapalhar a administração, implantando falsas cpis para confundir o povo!

  • 08/11/2017 às 09:28

    joaquim furtado

    Eu pergunto: até quando os paraibanos vão contonuar emdeusando essa família de usurpadores do dinheiro público e da consciência do povo pobre da Paraiba..

  • 08/11/2017 às 08:47

    Matheus

    Lamentavel. Eles pensam que estao prejudicando o melhor governador deste Pais, de toda historia da PB, estao prejudicando o POVO. Povo este que paga impostos e quer ver resultados de politica publica, como faz RICARDO. POVO NAO E BESTA 2018 VAI TER TROCO.

  • 08/11/2017 às 06:05

    antonio ferreira lopes

    eles podem proibir tudo do governo operoso de ricardo coutinho. mas n vao proibir o voto soberano do povo paraibano p joao azevedo. basta dessas oligarguias q so fizeram mal aos paraibanos. joao azevedo governador e ricardo senador./

  • 07/11/2017 às 21:39

    Princesense

    Lamentável. Já comentei em matéria do seu blog no Facebook que a paraíba não pode retroceder em favor de alguns e prejudicar a grande maioria, tal qual faz o governo Federal com muita contribuição da maioria dos parlamentares paraibanos. O governador Ricardo Coutinho faz a diferença em todo país pelo modelo de gestão, e só para adiantar não tenho nenhum vínculo político que justifique esse comentário.

  • 07/11/2017 às 21:25

    Christiano Almeida

    Tião, tô encafifado com esta ‘determinação‘ do "Ministro" - era assim que os xeleléus de Catão, aqui de Campina Grande, o reverenciavam. Pru mode? Vixe Maria homi de Deus, mais, os Tribunais de Contas, sejam eles, municipal, estadual ou da União, são meros órgãos consultivos, sem força de lei e ou de constituição (estadual ou federal) para DETERMINAR, e sim, RECOMENDAR, isto ou aquilo? Tira a dúvida pelo amor de Deus!

  • 07/11/2017 às 21:24

    Marconildo Gondim Levino

    Querem tomar o governo de todo jeito ou melhor atrapalhar quem trabalha por esse povo tão sofrido que nunca tiveram um governo tão operante quanto é este governo de Ricardo Coutinho!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*

Outras Notícias

 Uma leitora escreve para dizer que falo muita besteira e cometo erros de português. E estranha que tenha chegado aos 60 sem aprender nada. Também estranho, mas acho que daqui para... Ler mais