O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), está investindo mais de R$ 5 milhões na aquisição de equipamentos de comunicação, fardamento e coletes balísticos para os Agentes de Segurança Penitenciária, além de viaturas. Cerca de 50% dos investimentos são recursos próprios da Seap (R$ 2,4 milhões).

 

Na tarde dessa quarta-feira (10), o secretário Wagner Dorta esteve reunido com diretores de penitenciárias, que receberam explicações do engenheiro da empresa Motorola, Emerson Beluci, sobre o funcionamento dos 396 rádios de comunicação portáteis e fixos, com tecnologia de última geração. O moderno sistema de rádio digital, já em uso pelas Polícias Civil e Militar do Estado, é utilizado pelas polícias de todo o mundo. Os rádios custaram R$ 540 mil.

 

O secretário Wagner Dorta destaca que pela primeira vez a Seap adquire com recursos próprios rádios de comunicação de tecnologia avançada. Até então, os rádios utilizados no sistema prisional eram locados, estavam ultrapassados e por isso o investimento na compra de novos e modernos equipamentos de comunicação, que passarão a ser usados em breve.

 

De acordo com o gestor é mais um avanço do Governo Estado e a Secretaria de Administração Penitenciária, desde o início, foi parceira da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social na licitação e na aquisição desses equipamentos. "A Seap Paraíba entra também no mundo da alta tecnologia. Nós temos plena consciência que esses rádios são os melhores utilizados pelas melhores forças policiais do mundo, portanto é um avanço sem precedentes que ajudará bastante na operacionalidade das unidades prisionais", pontuou.

 

Wagner Dorta acrescenta que quando assumiu a Seap, há 3 anos, a frota da Secretaria era em torno de 25 viaturas, hoje são 70 veículos. Agora, mais dez viaturas de grande porte para transportes de apenados estão sendo adquiridas com investimentos de R$ 2,9 milhões, recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). Cada unidade custa R$ 294,7 mil. "Além disto, com recursos próprios, nós estamos recebendo os fardamentos (camisas, calças e coturnos). São 1.846 calças e 3.692 camisas, além de 1.846 coturnos. Estamos investindo 1,5 milhão de reais na aquisição de 1.495 coletes balísticos. Adquirimos também equipamentos eletrônicos de revistas nas unidades prisionais, portanto, é uma série de investimentos que o Governo da Paraíba, por meio da Seap está realizando", concluiu Wagner Dorta.

 

Além dos 396 rádios modelos MTP-3250 (portáteis) e MTM-5400 (fixos) já entregues pela Motorola, a Seap está realizando licitação para aquisição de mais 100 rádios, revelou Lucas Oliveira, gerente administrativo da Seap e gestor do Fundo de Recuperação dos Presidiários (FRP). 

 




Comentários realizados

  • 12/01/2018 às 09:55

    lee albuquerque

    Acho que o verdadeiro jornalista antes de tecer comentários a respeito de um assunto deveria estar a par da real situação vivida sobre determinado assunto. Não tendencie para um lado de um governo ou outro, olhe o foco central do assunto: O agente Penitenciário. Este, que não tem uma lei orgânica, um PCCR, e atualmente ganha o pior ou um dos piores salários da categoria. Viaturas, coletes, armamento equipamentos de segurança de um modo geral é obrigação do Estado de prove-los, e até a presente data tais a existência destes equipamentos esta defasada. E o fator humano? Temos um sistema prisional equilibrado apesar das adversidades. Podemos de dizer que nosso sistema é um dos melhores do país, e um dos fatores principais para isso é o Agente Penitenciário. Corra o país para comparar o nosso sistema com os outros e não basta ir longe não! vá aqui ao lado em Pernambuco e Rio Grande do Norte e vc terá essa confirmação. Portanto amigo não levante a bandeira de A ou B governamental, olhe pra real situação e vc verá que o pleito da categoria é justa.

    Resposta de Tião

    A matéria não trata do que você fala. Mas, a propósito, teus colegas do Rio Grande do Norte dariam tudo para trocar de Estado.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*

Outras Notícias