O senador Aécio Neves ultrapassou a barreira do cinismo e se encontra, neste exato momento, na faixa daqueles que se chamam “hour concurs”, ou seja, os fora de série, os acima dos rótulos, os Pelés, os Robertos Carlos e Cia Ltda.

O homem fala com a desenvoltura dos justos,emite opiniões com a  facilidade dos limpos,faz discursos com jeito de intocável.

Vai terminar canonizado.

**

O sertão sem chuvas é lugar comum, no cariri faz parte da paisagem,mas o brejo seco, quente e com jeito de sertão, isso é coisa incomum. Até Bananeiras perdeu o frio e por isso eu acho que o mundo vai se acabar.

**

Geddel Vieira vive de que,além das tramoias e dos cargos no Governo?

**

A praça da alimentação do Mercado da Torre está bonitinha, mas aquele esgoto fedorento que passa sob os pés dos comensais é dose pra elefante.

**

Se tiraram 200 mil toneladas da Lagoa, por que a dita cuja ficou rasa?

**

A não ser que tenham tirado botando.

**

Embora a única coisa que se tira botando é bucho de mulher prenha.

**

Na lista da Lava Jato que chegou aqui estão os paraibanos Aguinaldo Ribeiro, Cássio Cunha Lima, Cicero Lucena e Romero Rodrigues. Mas todos eles são comprovadamente honestos.

**

Luiz Nunes, nosso conterrâneo,lançando livro em Recife neste fina de mês.

**

A eterna primeira dama Glauce Burity recebe significativa homenagem na Câmara Municipal de João Pessoa nesta quarta.

**

Pagamento do Estado anunciado para terça e quarta. Dentro do mês, para desespero da turma que aposta no contra.

**

Esse tal de Black Fridai é uma enrolação da porra. Os uísques em promoção no Hiperbompreço estavam mais caros do que estavam na semana retrasada.

**

Digo isso porque bebo.

**

E bebo porque é líquido, porque se não fosse, comeria.

**

Ontem João do Bar comemorou seu niver com movimentado churrasco.

**

Dudu do Manaíra saiu de lá pronto.

**

Por que o pessoal tá correndo pra Recife na hora de retirar as cataratas?

**

Excesso de dinheiro ou falta de confiança nos zoistas daqui?

**

Zoitas cuidam dos zóios e oculistas...

**

Walter Paiva me espera de dedo em riste para a próxima consulta.

**

E em matéria de dedo, ele só perde pra Dr. Osorim;

**

Edmilson e Nélia, meu irmão e minha cunhada, seguem daqui a pouco pra Natal.

**

Ficamos sem Fidel.

**

E agora lá se vão meus abraços sabadais para Dedé de Maria do Leite, Ivan de Antonio Galdino, Zeca de Silvio Porto, Ricardo de Joseride, Zé Carlos de Valaque, Josinaldo de Liliane, Wellington de Marçal Lima, Solange de Seu Zequinha, Zé de Aloysio Pereira, Nininha de Migué Fotroga, Lurdes de Seu Inácio, Véi de Severino Almeida, Severino de Dona Corina, Geraldo de Dudu, Eduardo de Valdemar Abrantes, Ivo de Lindolfo, Severino de Ada, Richomer de Inocêncio, Moab de Pedro Crente, Camila de Zenóbio, Ricardo de dona Marta e Zé de Edezel.

**

A última campanha disputada pelo líder populista Severino Cabral, foram às eleições municipais de Campina Grande, ano 1968. Chamado de “pé de chumbo”, Cabral tinha uma tarefa difícil: enfrentar dois jovens candidatos. Um representando o Argemirismo, o Tribuno Vital do Rego, sobrinho do Senador Argemiro de Figueiredo. O outro, a juventude e os movimentos estudantis, Ronaldo Cunha Lima. Destemido, Seu Cabral foi à luta. Visitou quase todas as casas dos bairros populares de Campina Grande. Sempre espertos, os eleitores aguardam esta oportunidade, para fazerem seus “pequenos” pedidos. Telhas, tijolos, cimento, roupas, óculos e dentaduras representavam a demanda dos candidatos. Não se falava em dinheiro naquele tempo. O eleitor era “agradado” com coisas simples e materiais. Fechadas as urnas, iniciaram-se as apurações. Quatro longos dias de ansiedade e angústia. No segundo dia, Seu Cabral sempre na frente na marcha das apurações (porém perdeu no final), estava trancado em casa, analisando a evolução dos mapas, ao lado do seu Vice, o saudoso Raimundo Ásfora. Bateram insistentemente na porta. Atenderam. Era uma mulher. Seu Cabral? Não está. Quase meia noite, abriu a porta, para que todos saíssem. A mulher ainda estava lá. Seu Cabral atendeu. “O senhor lembra-se de mim... Esteve lá em casa e me prometeu um milheiro de telhas...” Sei Vou atender. A Semana vindoura...” “Mas Seu Cabral, sou pobre como o Senhor viu, três filhos, o marido paralítico em cima de uma cama, que só mexe com o pescoço...” Seu Cabral olhou bem para a mulher, e percebeu que ela estava grávida. “E este buchinho? “Indagou Cabral. A mulher respondeu: “Foi uma melhorazinha que o pobre teve”. Fato testemunhado e narrado pelo ex-Deputado Antônio Augusto Arroxelas.”

 




Comentários realizados

  • 27/11/2016 às 10:16

    Barigone Ferreira

    Tinha Joca da Burra, teu pai morava lá.

  • 26/11/2016 às 21:40

    cavalcanti

    Os políticos estão tratando o povo brasileiro como se nós fossemos imbecis Jucá diz que Geddel estava defendendo a Bahia, està na mais que na hora do povo ir para a rua invadir a câmara o senado e baixar o cacete nestes elementos

  • 26/11/2016 às 17:32

    LAVOISIER

    Tião, você é demais! Walter Paiva espera você de dedo em riste?jkkkkkkkk

  • 26/11/2016 às 15:27

    Ricardo

    Tião, bota uma foto desse esgoto embaixo da praça da alimentação da feira da torre. Fui lá, várias vezes, e nunca vi

  • 26/11/2016 às 12:29

    A VOZ ROUCA DAS RUAS

    Com referência ao comentário sobre Aecim do Pó, PERMITA QUE LHE APLAUDA DE PÉ. Com referência aos ZOISTA daqui, só quem já passou pela mãos de tais açougueiros desalmados é que entende o porque quem precisa de algum, prefere correr para Recife. Os daqui não se interessam em operar as pessoas, o negócios deles é implantar lentes caríssimas onde o $$$$$$$% é alto

  • 26/11/2016 às 12:20

    José Lucena

    A lama da lagoa voltou e revoltou. Foi retirada (fugiu, desapareceu não foi encontrada em nenhum lugar) e rebotada, "boa lama a casa retorna".

  • 26/11/2016 às 10:30

    Raniery Abrantes

    Caro Tião, sobre a "retirada das cataratas" em Recife, eu recomendo e recomendo o Doutor Marcus Matos do HVISÃO e Hellman Dantas. Inventei de fazer aqui em 2013 e sou cego de um olho pela incompetência e inabilidade. Tive descolamento de retina e graças ao doutor Marcus Matos, de Recife, foi colocada no lugar, já que aqui em João Pessoa fizeram cinco cirurgias em quinze dias e pioraram a situação. Vários amigos meus, inclusive seu confrade Biu Ramos, por indicação minha, fez em Recife. Corra daqui!!!

  • 26/11/2016 às 09:44

    joca da burra

    Õ tião e naquele tempo já tinha corno em Campina Grande?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*

Outras Notícias

  1 – A tempestade “faiou”. Pelo menos não aconteceu. Ainda. Desde ontem que me escondo entre quatro paredes, brechando de longe para ver as árvores voando, os... Ler mais

1 – Funcionários da Procuradoria Geral do Estado e do Iphaep fizeram sua tradicional festa de São João quinta-feira, no pátio do Instituto, ali na João... Ler mais

  1 – E haja Sâo João, e haja forró. Faz três dias que por aqui só se escuta a sanfona dando o tom da festa. Fico a imaginar como será segunda-feira,... Ler mais