Hoje eu não brinco mais carnaval, só olho. Mas eu brinquei muito no tempo do Astréa do professor Mororó. Era um belo carnaval. Começava no sábado e ia até a terça. A farra terminava mesmo na madrugada de quarta-feira, com os foliões saindo do clube, frevando ao som da orquestra de Vilô até a Lagoa do Parque Solon de Lucena.

**

Naquela época João Pessoa tinha dois grandes clubes: O Astréa e o Cabo Branco. O chamado vermelho e branco de Miramar ainda resiste à duras penas. O Astréa fechou pra balanço.Só restaram as ruinas e a saudade de um tempo bom.

**

Mas havia carnaval no América do Varjão, no Internacional de Cruz das Armas, na Malandros do Morro e no Bandeirantes, ambos da Torre, no Assex de Jaguaribe e noutras bibocas menos famosas, mas nem por isso menos animadas.

**

O carnaval tradição, nessa época, era tratado com respeito. Mas tinha um Cabral Batista tomando a sua frente e se fazendo respeitar. Os desfiles de escolas de samba,de clubes de frevo e de tribos indígenas aconteciam na Praça 1817, bem no centro da cidade. Depois foram transferidos para a Lagoa. Agora morrem na Duarte da Silveira.

**

E lá no sertão havia o sábado de Zé Pereira. Não era o Zé Pereira da guerra de Princesa, mas um Zé Pereira bem mais antigo. É certo que os meganhas da polícia, com raiva do coronel,o chamavam de “Zé Carnaval”, comparando-o com o Zé carnavalesco que abria o carnaval na terrinha.

**

No domingo pela manhã a festa começava com o entrudo. Homens, mulheres e meninos se molhavam uns aos outros e depois jogavam talco, maisena ou farinha de trigo. O cabra ficava sujo da cabeça aos pés. Só salvavam os olhos e a boca.

**

Foi numa dessas farras que meu pai,  Miguel Lucena, quase vai às vias de fato com Paulo de João Braz. Papai vinha da cidade, na companhia de Manoel do Maia, ambos cheios de mé e sujos de graxa de sapato.Ao entrarem na budega de Zé Alvelino, lá estava Paulo Braz, pasmem, todo elegante em pleno domingo carnavalesco: camisa social de mangas compridas devidamente ensacada numa calça de linho branca, impecavelmente engomada, um sapato com as cores branca e preta combinando com a indumentária e os cabelos esticados com brilhantina glostora.

**

Papai, contaminado pelo espírito carnavalesco, encostou o rosto no rosto preto de Paulo Braz e o sujou de graxa. Paulo deu a mulesta, retirou-se do local, mas antes de retirar-se  mandou da porta um desaforado “bêbado safado”.

**

Papai pediu uma lapada de Altiva, bebeu, cuspiu no chão e, olhando pra Manoel do Maia, desabafou: “Se esse cabra entrar aqui de novo, pego essa faca –e puxou a faca da cintura – e corto a titela dele desse jeito”, e passou a faca na titela de Manoel do Maia, abrindo-a da caixa dos peitos até o bucho”.

**

Depois que viu o desastre, chamou o taxi de Socó, botou Manoel dentro e o levou ao Hospital São Vicente de Paula, onde dr. Zezito Sérgio o costurou bem direitinho. Em seguida, os dois saíram do hospital e foram terminar a farra na budega de Zé Brejeiro.

**

E agora lá se vão meus abraços sabadais para Gilson Souto Maior,Ademilson José, Ademilson Maia, Petronio Torres, Lucy Alves, Zé Madeiro,Paulo Conserva, Ivo Sérgio Borges, Adalberto Targino, Lula Ibiapina,Marcondes Gadelha, Inaldo Leitão, Zeca Pagodinho, Zé de Ana, Zé de Bezeca e Zé de Biu.

**

O careca, usando uma muleta, chega numa loja de fantasias e diz ao atendente: - Estou querendo ir a um baile de carnaval e preciso de uma fantasia. - Pois não! Tenho uma aqui de pirata que é lindíssima, inclusive vai disfarçar a sua muleta e a sua careca! - Legal! Quanto custa? - 380 Reais! - Caramba! Não tem uma mais baratinha? - O senhor pode ir fantasiado de monge. Esse hábito franciscano lhe cairá perfeitamente. - Quanto custa? - 120 Reais! - Caramba! Não tem uma mais baratinha? - Que tal essa fantasia de surfista? Um bermudão, uma camiseta, óculos escuros... - Quanto custa? - 40 Reais! - Caramba! Não tem uma mais baratinha? Aí o atendente se encheu, foi lá pra dentro e voltou com um pote na mão. - Toma, são três Reais! - O que é isso? - É calda de caramelo.

 




Comentários realizados

  • 19/02/2017 às 07:13

    lila da silva

    TIAO,O Q É NANCEBO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK,A ELE EU DOU,MAS A VC NAO, PRQ TU É VELHO,BABÃO E PAU MOLE KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Resposta de Tião

    isso é preconceito, Lilinha. Tenha pena do veím

  • 18/02/2017 às 08:37

    o cruel

    DESCULPE TIÃO, MAS AS ESTORINHAS DE HOJE FORAM TOTALMENTE SEM GRAÇA, PRINCIPALMENTE A QUE ENVOLVE TEU PAI SEM PÉ NEM CABEÇA.TU HOJE TAVA SEM INSPIRAÇÃO.

  • 18/02/2017 às 08:33

    lila da silva

    TIÃO,CONCORDO COM VC QUANDO PEDRO NÃO FALOU DO CRIME COMETIDO POR RODOLFO,MAS ME DIGA AI QM FOI Q FALOU,Q MOSTROU ESTÁ INDIGNADO,NINGUÉM,POLITICO NENHUM FALOU E FICARAM TODOS,MAS TODOS CALADINHOS,MAS ESTRANHO PRQ VC AGORA SÓ QR CRITICAR CUNHA LIMA,HOME,O CABA JÁ É VELHO E BABÃO AI FICA MAIS FEIO,JA TE DISSE,PROCURA SEU CANDIDATO E COMEÇA A DEFENDER DESDE JÁ PRQ PROXIMO ANO TU NÃO VAI TER RICARDO PRA BABAR NÃO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Resposta de Tião

    Lila, pelo empenho como defendes o jovem nancebo, só me resta fazer uma sugestão: dá logo o cu a ele.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*

Outras Notícias

1 – Vou deixar de lado o rame rame. Hoje é sábado, dia de descontrair. Até o senador Maranhão, sisudo e circunspecto, passou a semana fazendo festa de... Ler mais

Começo hoje pelos abraços e faço isso porque na coluna de hoje só vai ter amenidades.As tensões deixei-as lá nas Capitá e pretendo não... Ler mais

1 – Novidades no 3404, aquele inquérito que apura o caso do dinheiro voador, o famoso dinheiro que voou pela janela do Edifício Concorde em 2006 e que tem como indiciado o hoje... Ler mais