O governador Ricardo Coutinho participou, na tarde deste sábado (13), na cidade de Catolé do Rocha, sede da 8ª Região Geoadministrativa do Estado, de mais uma audiência pública regional do Orçamento Democrático Estadual. Na ocasião, fez entrega de créditos do Empreender PB, de laboratórios de informáticas e de ciências para as escolas e assinou convênios com as prefeituras da região. A audiência contou com a participação de mais 1.210 pessoas e foi realizada na Escola Normal Francisca Mendes.

 

Ricardo abriu a plenária assinando convênios, por meio do programa Pacto Social, contemplando os municípios de Bom Sucesso, com um ônibus escolar e conjuntos de carteiras escolares; Brejo do Cruz - um ônibus escolar com 54 lugares e um conjunto de carteiras; Brejo dos Santos - um conjunto de carteiras e um laboratório de informática; Catolé do Rocha - um ônibus escolar; Jericó - um conjunto de carteiras; Mato Grosso - um ônibus escolar e um conjunto de carteiras; Riacho dos Cavalos - um conjunto de carteiras; São Bento - um conjunto de carteiras e um laboratório de informática; e São José do Brejo do Cruz - um ônibus escolar com 24 lugares.

 

Os convênios do Pacto Social, assinados durante as audiências do Orçamento Democrático, são uma ação do Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Articulação e do Desenvolvimento Municipal. Em todo o Estado, o Governo já fez a entrega de 150 ônibus escolares, totalizando investimentos de mais de R$ 37 milhões, além de 184 laboratórios de ciências adquiridos (R$ 17, 9 milhões) e 323 laboratórios de informática, com 5.814 computadores adquiridos (R$ 22,3 milhões). Também estão sendo investidos mais de R$ 12 milhões, na aquisição de 54 mil novas carteiras escolares adquiridas para todo o Estado.

 

Também foram assinados convênios para a aquisição de material permanente, reforma e climatização de escolas, como a Escola Estadual Afonso Manoel, de São Bento, e a construção de outra unidade escolar, em Riacho dos Cavalos. Os investimentos destinados nesta plenária somam mais de R$ 102 milhões.

 

Em seguida, Ricardo fez entrega de créditos do Empreender PB a microempreendedores da região, no valor de mais R$ 1,3 milhão, beneficiando pequenos e médios empreendedores, assim como entregou equipamentos para a 2ª Companhia Independente de Bombeiro Militar, de Catolé do Rocha, no valor de R$ 65 mil.

 

“A Paraíba só consegue andar adiante pelo amadurecimento das relações entre municípios e estado. Não é apenas a crise econômica do país e da Paraíba que vem atrapalhando o desenvolvimento dos estados e municípios, mas a política também. Aos estados restaram comandar todo um conjunto de ações, e as prefeituras tendo que viver com recursos cada vez menores”, disse o governador Ricardo Coutinho.

O governador disse ainda que a Paraíba, apesar de toda a crise, vem avançando com o uso dos recursos próprios. “Nós entregamos aqui sete ônibus escolares e anteriormente mais 24 já haviam sido distribuídos apenas aqui na região de Catolé do Rocha, totalizando 31 até o momento. A grande maioria das obras deste governo são oriundas das audiências do ODE, que traz o olhar e as necessidades da população para poder distribuir e exercitar a democracia participativa. Estamos aqui hoje para ouvir as celebrações da população, assim como as suas reivindicações e reclamações, dando o direito ao povo de falar”, finalizou.

 

Participaram desta audiência as populações dos municípios de Belém do Brejo do Cruz, Bom Sucesso, Brejo do Cruz, Brejo dos Santos, Catolé do Rocha, Jericó, Mato Grosso, Riacho dos Cavalos, São Bento e São José do Brejo do Cruz.

 

A plenária também contou com a participação dos deputados estaduais, Gervásio Maia, presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Buba Germano, Antônio Mineral, João Gonçalves, Galego de Sousa e Jullys Roberto. Também estiveram presentes o prefeito de Brejo do Cruz, Francisco Dutra (Barão), o prefeito de São José do Brejo do Cruz, Evandro Pimenta, prefeita de São José do Brejo do Cruz, Ana Maria, prefeito de Mato Grosso, Raimundo Lima (Doca) e de Riacho dos Cavalos, prefeito Joaquim Hugo.

 

Prestação de contas – Os investimentos realizados na região de Catolé do Rocha ultrapassam os R$ 79 milhões, segundo o secretário de Estado da Articulação e do Desenvolvimento Municipal, Buba Germano, que apresentou a prestação de contas na audiência, sobre as obras, ações e investimentos na região. Buba informou que os investimentos foram em recursos hídricos, abastecimento e esgotamento sanitário (R$ 18,7 milhões), desenvolvimento humano (R$ 4,9 milhões), Empreender PB (R$732 mil), educação (R$ 20,8 milhões), estradas de rodagem (R$ 24,9 milhões), saúde (R$ 8,7 milhões), segurança pública (R$1,1 milhão).

 

Prioridades eleitas – Na audiência de Catolé do Rocha, as pessoas presentes puderem eleger as três prioridades de investimentos para o orçamento do governo do próximo ano. Foram elas: saúde (228 votos), educação (146 votos) e recursos hídricos (118 votos). As obras e ações reivindicadas nas audiências, eleitas por prioridades de investimentos, serão debatidas entre os conselheiros do ODE e os secretários de governo, no Planejamento Democrático, próxima etapa do ciclo 2017.

 

Eleição de conselheiros – A região também elegeu os conselheiros do ODE que passarão a representar as microrregiões durante o próximo biênio. Foram eleitos 29 conselheiros titulares. Os conselheiros eleitos passam a acompanhar, voluntariamente, as ações e obras do governo.

Próximas audiências – A região de Patos recebe a próxima audiência, que ocorre nesta segunda-feira (15), a partir das 19h, no ginásio “O Gelão”; e na terça-feira (16), também as 19h, na cidade de Assunção, na casa de show Silvestre.

 




Comentários realizados

  • 14/05/2017 às 00:57

    H. Romeu Pinto

    Tião, de uma força para as autoridades competentes colocarem iluminação na BR naquele trecho do acesso ao aeroporto Castro Pinto, e tambem naquele trecho de frente ao 16 RCMec...aquilo é escuridão total, mato embaixo do viaduto...um caos...o turista desembarca em JP e chega naquela escuridão, naquele descaso....E ano apos ano e ninguém resolve..cade o ministério publico? Não tinham feito um acordo para consertar aquilo lá?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*

Outras Notícias