Com voto contrário do desembargador Carlos Martins e favoráveis dos desembargadores Márcio Murilo e Luiz Sílvio Ramalho Júnior, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça concedeu, na tarde de hoje, ordem de habeas corpus em favor de Rodolpho Carlos, aquele que, pilotando um Porshe, matou um agente de trânsito em pleno exercício da função. Recolhido ao PB 1, Rodolpho ganha a liberdade e vai responder ao processo fora da cadeia.

 




Comentários realizados

  • 12/05/2017 às 08:30

    Marcos.

    Essa morte vai para "caixa do esquecimento". Alguém fala daquele motorista que no percurso entre Manaíra e o conjunto Pedro Gondim, em que pelo menos 12 veículos se envolveram em acidente com a caminhonete dirigida por ele?

  • 12/05/2017 às 07:58

    toco

    É simples amigos! Amigos são para essas coisas. A justiça no Brasil, e caolha

  • 11/05/2017 às 23:15

    Aldo Araújo

    Demorou muito tempo, isso já estava escrito.

  • 11/05/2017 às 22:03

    Cavalcanti

    É triste mais é assim que me sinto, não acredito em nossa justiça que é cega para quem não tem dinheiro.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*

Outras Notícias