O dia seguinte de Cássio

Não vou tripudiar sobre Cássio Cunha Lima, somente porque Cássio Cunha Lima me agrediu verbalmente num passado não muito distante. Não guardo ódio dele. Aliás, não guardo ódio de ninguém. Deve ser por isso, por não saber odiar, que o tempo passa na minha vida e eu continuo lindo e jovem.

Cássio tem a chance de aprender. Vai ter tempo para meditar e começar do zero. Verá que não dá certo sempre esse negócio de remar a favor da maré, de ser hoje uma coisa, amanhã outra e depois de amanhã renegar tudo o que foi para ser o que lhe parece mais vantajoso.

Essa eleição foi uma lapada no senador. Amargou uma derrota humilhante. Perdeu para seu principal adversário em Campina Grande, foi superado por uma mulher que nunca tinha voado além da fronteira do Estado e, para fechar o firo, foi superado pelo Padre Luiz Couto, que nunca foi governador, tampouco senador e que sempre se elegeu deputado federal com uma margem de 80 mil votos.

Cássio tinha um milhão de amigos, hoje não tem mais. Minguou, encolheu, ficou miúdo. A foto de seu dia seguinte hoje dizia tudo. Estava abatido, envelhecido, os cabelos ficando brancos, em nada parecido com aquele menino que derretia os corações femininos por onde passava.

Mas repito: Ele vai ter tempo para aprender e tem tudo para recomeçar. Basta vestir a túnica da humildade e gostar verdadeiramente dos que mais precisam. Não basta dizer, terá que provar. E quem sabe, um dia, o eleitor da Paraíba volte a acreditar nele e a elege-lo para alguma coisa.

19 Comentário On O dia seguinte de Cássio

  • Rapaz, tripudiar não sei. Mas ele procurou isso. Ele traiu o povo da Paraíba ajudando muito no golpe de 2016. Para piorar, seguiu Temer e votou contra nós, pariabanos trabalhadores, tirando nossos direitos. Ele não liga, dorme tranquilo com seus salários monumentais e patrimônio construído com vias, no mínimo, duvidoras

  • E um oportunista sempre foi traíra nuca tevê consideração por ninguém

  • O povo cansou de tirado como etário.

  • Vejo uma coisa boa pra Cássio. No próximo ano ele poderá em fim trabalhar .

  • Tiao porque Anderson Soares no blog nem fala que João foi eletro e que Ricardo foi o grande vencedor. Só fala dos derrotados

  • Esse esta pagando pela omissao em camara por conta de politica

  • Amigo Tião, não tenho um pingo de pena desse cidadão, que juntamente com seus pares, acabaram com nossa amada Campina, tornando a cidade refém de sua maneira de administrar, para se perpétua no poder distribuindo milhares de contra cheques, beneficiando seus eleitores e a população sendo prejudicada sem obras, saúde, moradia, infra estrutura e muito mais, o prefeito atual Romero Rodrigues, não tem uma obra concluída das poucas iniciadas um absurdo, vergonhoso, Governador Ricardo Coutinho, nossa cidade agradece o que você fez, esperamos a continuação Com João, nos socorra!!!

  • Não podemos colher feijão, se plantamos milho!
    Ele está colhendo o que plantou!

  • Não voto em Cássio, mas me diga ai qual político não construiu patrimônio de forma duvidosa?

  • Quem sabe um dia será eleito de alguma cidade Paraíba (que não seja aqui no Cariri) a vida nos ensina e ele está colhendo sua pior colheita.
    Na roda gigante da vida nós paraibanos estamos em cima, e Cássio está no declive para chegar em baixo e um dia quem sabe subir novamente.

  • Josivaldo Paes da Silva

    Bom dia Tião Lucena, muito boa sua análise com referência ao senador parabéns pela sua coerência.

  • Estou preocusado, alguém sabe do prefeito de João Pessoa, dese domingo a noite que está desaparecido, não fala nada, logo ele que estava se sentindo o rei da cocada preta, que ia fazer o maninho governador.

  • Dizem que cássio já foi sondado por uma rede fast-food (parece que é o tal habibs). Eles estão precisando urgentemente de um auxiliar de cozinha. Trabalho intermitente, sem direito a férias e 13º. Se ali não rolar, tem a havan, para ficar lustrando a estátua da Liberdade…

  • Agora entendi porque Cássio disse que a violência na Paraíba estava grande. Na eleição passada ele teve Hum milhão de amigos, e em quatro anos a violência que ele propagou matou quase a metade de seus eleitores kkkk

  • Se arrombou, se amancebou com Bolsonaro mostrando-se um traidor, além da Paraíba, do próprio partido.
    Tomara que morra politicamente para todo o sempre.

  • Cássio tá é numa boa, bando de mané. Além do que amealhou como político, com certeza se se sentir sem prestígio, tem o filhão para levá-lo como chefe de gabinete, com salário lá nas nuvens.
    Agora, olhando o reverso da medalha, se a justiça resolver fazer andar os processos que o “menino” carrega nas costas, aí a coisa pode ficar preta pra o lado dele. Quem viver verá

  • Pobre Paraíba! Assim a veja aqui distante … Mas próximo de seus problemas e suas lutas ! Se arrependera amargamente de não reconduzir Cássio Cunha Lima ao Senado … Nos representava brilhantemente , no
    Senado foi sempre líder dos grandes momentos , respeitado , mediador mas firme nas suas posições por todos partidos .. Só foi ingênuo quando no auge de sua liderança na Paraiba , serviu de trampolim para o Ricardo Coutinho , um dos coronéis mais rancoroso , odioso e perseguidor … Cássio fará muita falta !!! Mas quem sabe poderá ser grande Ministro …

  • Falou tudo que eu sempre quiz falar no Rádio ou na Televisão. Foi bom ele ter se lascado para ele aprender que ele não é dono do povo.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles