As lamentações de Boca de Caçapa

Boca de Caçapa anda muito incomodado com os gritos de Gasguita. Antes ele falava mais alto do que todo mundo, mas Gasguita chegou para ameaçar seu reinado e o rapaz está bastante incomodado.

Já se queixou ao babalorixá que cuida de suas angústias, que inclusive curou sua imensa dor de cabeça resultante daquele par de enfeites plantados em sua testa numa hora incerta por um amor que não é mais, mas desta vez o homem está sentindo uma certa dificuldade para encontrar a cura, por considerar a concorrência mais poderosa do que aquela do padeiro que enfiou o fermento na sua fábrica de pães.

O jeito é gritar também, se esgoelar e ficar rouco. Sobra, infelizmente, para os vizinhos, incomodados com a zoada e com o cuspe que escapa de sua boca imensa, sem contar aquela visão horrorosa da baba seca nos cantos da bocarra, lhe emprestando um ar de seboseira, misturado a uma catinga que lembra em muito os esgotos a céu aberto da cidade.

Dizem que em casa ele chora rios de desespero e chama de ingratos todos aqueles que um dia o consideraram primeiro sem segundo e agora o tratam como o molando execrável da marginália desvairada.

1 Comentário On As lamentações de Boca de Caçapa

  • Há algum tempo atrás,um radialista de AM contava um caso de cangaia em forma de metáfora, poucos minutos depois, um corno vestiu a carapuça e ligou pro radialista dizendo que iria pedir a cabeça dele ao dono da emissora. O radialista sumiu do mapa, mas nós descobrimos quem era o Lapa de corno.😅

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles