A Globo e a copa

Os repórteres e apresentadores da Globo só falam da copa do mundo com os dentes arreganhados. Eles podem se encontrar naquela posição de tristeza medonha, mas basta o apresentador chamar para de logo arreganharem os dentes e espalharem o sorriso colgate de quem está feliz e eufórico.

De quatro em quatro anos é a mesma coisa. O oba/oba é incrível. E quando Galvão é chamado, aparece aquela cara de bochechas, aquela voz de prisão de ventre e as manjadíssimas previsões de vitória, sempre galgadas em simpatias que na maioria das vezes nunca dão certo.

Já disse, não vejo os jogos do Brasil.

Mas não é por causa da Globo e de seus repórteres arreganhados.

Não vejo porque fico nervoso, não confio e, quando confio, desconfio imediatamente.

Os nossos jogadores ainda não me convenceram. Ainda não vi o Brasil aplicar uma goleada daquelas que aplicava nos tempos de Pelé, Rivelino, Zico e Romário.

É um golzinho chorado, quando muito dois.

E haja chute pra fora, por cima da trave e pelas bandas.

Não inspira confiança.

E como eu fico nervoso, acho melhor ver o vide tape. E só vejo se o Brasil ganhar.

Hoje a tarde tem a Bélgica. A Bélgica nunca meteu medo ao Brasil. Hoje mete.

Quase se lasca diante do Japão, mas reagiu e está vindo com tudo pra cima do Brasil.

Só falta aquele locutor de Sousa, Chico de Joel, para transmitir o jogo com o Brasil enfrentando os galegos.

Como fez no jogo do Brasil contra a Alemanha.

A Alemanha pegou a bola e desceu para o ataque. Chico, ao microfone, empostou a voz e anunciou:

-Lá vem o galego, passou para o outro galego, o galego vem com a bola, cuidado com esse sarará, Brasil!

13 Comentário On A Globo e a copa

  • Antonimar Bandeira de Oliveira

    0 pior de tudo é aguentar Galvão, narrando,comentando O jogo,comentando a arbitragem r ainda arrumando defeitos nos adversários. Aí é foda. Não tem ser humano que aguente.

  • meu bom tião!
    confesso que um dia também assisti a jogo da seleção assim: nervoso. hoje, mais grandinho, com muito pouco daquele torcedor menino-jaguaribe que sabia a escalação da seleção de cabo-à-rabo, nomes dos reservas, onde nasceram e nomes de pais e padrinhos, a igreja em que se batizaram e outras coisitas mais, mudei como um camaleão é incapaz de mudar: nem aí. se perder, não vou me perder também. se ganhar, afinal, o que vou ganhar isso? mas, sinceramente, assistir e torço e muito para que saiamos – nada a ver com “saia”, nunca usei nem usarei -… como é mesmo, tão de deis, depois de hexa vem o quê mesmo? ah, dei um beliscão na memória: heptacampeão! feio, não? duvido que noventa por cento da população brasileira saiba o que vem depois do hexa. ah, depois do hepta ? aí lascou mesmo! o… cto! isso mesmo: octocampeão! e assim vai ficando cada vez mais difícil para o povinho “eu quero ser hexa e nada mais me importa!”. mas, como comecei (assim mesmo, cheio de caco… fonia?) dizendo, se fico nervoso, é só um pouquinho. outro dia, pois agora acabei de receber uma visita, continuarei. ficou por aqui. sem nevorsismo. e sem medo: 2 x 0 para o brasil.

  • meu bom tião!
    confesso que um dia também assisti a jogo da seleção assim: nervoso. hoje, mais grandinho, com muito pouco daquele torcedor menino-jaguaribe que sabia a escalação da seleção de cabo-à-rabo, nomes dos reservas, onde nasceram e nomes de pais e padrinhos, a igreja em que se batizaram e outras coisitas mais, mudei como um camaleão é incapaz de mudar: nem aí. se perder, não vou me perder também. se ganhar, afinal, o que vou ganhar isso? mas, sinceramente, assistir e torço e muito para que saiamos – nada a ver com “saia”, nunca usei nem usarei -… como é mesmo, tião de deus, depois de hexa vem o quê mesmo? ah, dei um beliscão na memória: heptacampeão! feio, não? duvido que noventa por cento da população brasileira saiba o que vem depois do hexa. ah, depois do hepta ? aí lascou mesmo! o… cto! isso mesmo: octocampeão! e assim vai ficando cada vez mais difícil para o povinho “eu quero ser hexa e nada mais me importa!”. mas, como comecei (assim mesmo, cheio de caco… fonia?) dizendo, se fico nervoso, é só um pouquinho. outro dia, pois agora acabei de receber uma visita, continuarei. ficou por aqui. sem nervosismo. e sem medo: 2 x 0 para o brasil.

  • Esse Galvão tá comendo essa repórter.

  • Edmundo dos Santos Costa

    GALVÃO, SEGUNDO ALEXANDRE BELO, DEVERIA TER SIDO BATIZADO “GALVÃO BABÃO”. AGORA DIGO, ALÉM DE BABÃO, BABACA E VACILÃO. PARA SE TER UMA IDEIA DO AVANÇADO ESTADO ESCLERÓTICO DO DITO CUJO, NO SEGUNDO JOGO, UM JOGADOR BRASILEIRO EM IMPEDIMENTO MARCADO PELO ÁRBITRO, O BABÃO BABACA QUESTIONOU A DECISÃO. O COMENTARISTA DISSE QUE O JUIZ ACERTOU E O BABÃO SAIU-SE COM A SEGUINTE PÉROLA: “SE ESTAVA IMPEDIDO, NÃO HAVIA INTENÇÃO”.

  • Gostei desses comentários sobre a seleção brasileira. Parabéns !

  • A Globo está usando TUDO o que é possível para apresentar uma nova imagem para o público,
    nacional e internacional. A associação que tem sido feita entre a Globo e o Golpe de 2016,
    tem custado muito caro para ela.
    Ontem, à tarde, na GloboNews, foi exibida uma matéria intitulado OS Ministros de Temer, na
    qual foi mostrada as, digamos assim, “façanhas” dos mesmos. “Desfilaram um a um, Geddel
    e Cia, e mostraram cada denúncia que foi feita contra eles, até o momento.
    A Globo que passar uma imagem segundo a qual ela não teve, e nem tem qualquer envolvimento
    com o Golpe e as suas desgraças. Tarde demais! Todos sabem que a digital da Globo está
    presente em cada ato desta tragédia nacional.
    Quanto aos sorrisos dos apresentadores são só fachada. Um jornalista inglês que também
    cobre a Copa postou uma matéria na qual os chama de grosseiros, mal-educados, que só
    falam aos berros, e que se comportam como se fossem os donos do mundo. O jornalista
    chegou a dizer que eles deveriam ir embora o quanto antes por que não sabem se comportar
    com civilidade. Pelo visto levaram para a Copa a arrogância com que agem no Brasil.
    Quem quiser conferir é só buscar na internet, está tudo lá.

  • Cuidado com o sarará foi boa
    Kkkkkk Tião , quase não vejo os jogos do Brasil tbm, é quando vejo, sintonizo no Fox Sport. Amigo, Galvão não come ninguém, só sabe babá ovo de Neymar, é Cia.

  • Sinto um tom de inveja seu.
    Poderia ter menos críticas.

  • Coisa de fascistas, escolher um veículo da mídia para tentar ALIENAR os menos esclarecidos.
    Esse discurso já cansou, cara ! (Angela ?)

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste