As primeiras do dia

O atrevimento do crime organizado está passando dos limites. Vejam isso: O PCC, aquele agrupamento criminoso que atua de dentro dos presídios para fora, planeja atacar os Fóruns de todo o país para de lá tirar as armas recolhidas pela Justiça.

**

Isso já está passando dos limites.

**

E a pergunta que não quer calar: como esses sujeitos conseguem mandar e desmandar estando presos?

**

Acertou quem pensou e pronunciou a palavra corrupção.

**

Hoje o cariri recebe duas visitas: em Monteiro estarão Lucélio e Cássio, em Sumé e região vão estar João Azevedo, Veneziano e Ricardo Coutinho . Eu vou mostrar as fotos das duas visitas e o leitor ficará sabendo quem juntou mais gente. Aguardem.

**

O Ministério Público botou os zóios em Zé Aldemir, prefeito de Cajazeiras.

**

E a promotora de Princesa recebeu documentos provando que as rádios de João Henrique foram transformadas em palanques eleitorais de um lado só.

**

E a Energisa cortou a luz do Sistema Correio.

**

O certo é assim: não pagou, cortou.

**

Antigamente, o sistema casava, batizava e ninguém cortava.

**

Mas a pancada do bombo mudou.

**

Na lista de paraibanos sujos para as eleições deste ano eu contei até os 11 mil e depois parei, cansei, não contei mais.

**

Caiu a liminar que proibia a proibição.

**

Agora não é mais proibido proibir.

**

E tá certo.

**

Aquele comentarista político é um visionário.

**

Toda semana faz uma previsão que não se concretiza.

**

Qualquer dia desses ele acerta uma.

**

Sugiro que ele faça a seguinte previsão: Depois da sexta vem o sábado e depois do sábado, o domingo.

**

Duvido que  erre.

**

Esse negócio de pintar a barba deixa a gente com cara de fedelho.

**

O pior é que o cabelo fica preto, mas a pinto continua mole.

**

É triste.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste