AS PRIMEIRAS DO DIA

Meus amigos, estou besta, rosa chiclete mesmo. Imaginem os senhores que o ex-deputado Manoel Júnior, atual vice-prefeito da Capital, chamou Walter Santos de mentiroso. Logo Walter, aquele poço de filosofia, de ciência da natureza, de linguística e socialismo, chamado por televisões para analisar a atual situação do país e dono de um poder analítico respeitado por direitista e esquerdista.

**

Mas chamou, literalmente chamou.

**

Citado por Walter como a fonte responsável pela notícia da ainda não confirmada delação premiada do ex-prefeito Leto Viana, aquela delação que, embora não concretizada, fez muito engravatado verter massa bostálica pelo hollyhood, Júnior mandou sua assessoria distribuir uma nota onde diz, textualmente, que Walter mentiu, faltou com a verdade, inventou, criou, etc e coisa e tal

**

Vejam a nota do vice-prefeito:

O vice-prefeito de João Pessoa e presidente estadual do Solidariedade na Paraíba, Manoel Junior, vem, através de sua assessoria de imprensa, negar nota do blog do jornalista Walter Santos informando que seria a fonte de matéria postada no portal WSCOM sobre uma suposta delação premiada do ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana, preso na operação Xeque-Mate.

 Manoel Junior afirma que não prestou nenhum tipo de informação ao jornalista Walter Santos, uma vez que não tem nenhuma relação com os envolvidos na operação, que investigou um suposto esquema de corrupção na prefeitura de Cabedelo.”

**

Walter Santos, porém, segurou a peteca e garantiu que Manoel Júnior realmente disse o que disse que não disse.

**

No seu portal WSCOM, depois de publicar o desmentido do ex-deputado, Walter Santos sustentou:

“Manoel Junior ao agir assim produziu muitos efeitos e aspectos a considerar, tais como suscitou a dúvida, criou um impasse entre a palavra dele e a minha, mas sobretudo surpreendeu por “bater pino” diante do que ele sabe ter sido o autor.

LOGICA NA MIDIA

Há muito tempo, a Fonte de informação  sempre foi (e será) preservada, sobretudo quando existe um acordo tácito segundo o qual, quando a Fonte não quer ser revelada simplesmente pede Off. É praxe certa.

No caso de Cabedelo agora, Manoel Junior repassou todas as informações atribuídas a um amigo advogado sem pedir OFF, ou seja, deu márgens para ser revelado no contexto depois que advogados de Leto questionaram.

DETALHES DE TUDO

Manoel Junior chegou atrasado para almoço no Restaurante Deleve,  em Manaíra, onde disse tudo o que foi narrado na matéria que produzi. Deu detalhes até de sobra.

Ele até aí sempre repassara informações consistentes, verdadeiras, sem desmentidos.

Aliás, como a palavra dele ficou desafiando a minha, só resta admitir e assumir a quebra de sigilo de Whatsapp para aferir se ele em vários momentos do “Day afther” não disse que sua a Fonte não estava atendendo depois do fato exposto.

Enfim, certamente que a partir de agora não levarei mais em conta suas informações reservadas, sem OFF.

É vivendo e aprendendo.

 **

Tendo a ficar ao lado de Walter Santos nesse moído, porque já fui vítima desse tipo de episódio.

**

Num tempo passado, quando era correspondente de O Globo em substituição a Frutuoso Chaves, que estava de férias, divulguei uma notícia que informava a possível adesão do então deputado Marcondes Gadelha ao PDS. Ele, um autêntico do glorioso MDB, estaria de malas prontas para ingressar no partido da ditadura, segundo noticiei depois de receber a informação de fidedigna fonte.

**

Marcondes, claro, negou com veemência. A sua reação foi tão veemente que o Globo acreditou nele e me demitiu.

**

Tempos depois, Marcondes fez aquilo que noticiei: Trocou o MDB pelo PDS, pelo qual se elegeu senador .

**

Os da minha idade e os mais velhos do que eu lembram direitinho desse episódio.

**

Só quem é menino, e menino besta, não percebe que há uma trama urdida em gabinetes cheios de mistérios para desmoralizar o ex-governador Ricardo Coutinho e tentar impedi-lo de disputar a Prefeitura de João Pessoa.

**
Os acontecimentos dos últimos dias dizem isso.

**
De repente, seres misteriosos botam a cara na mídia e tentam relacionar Ricardo Coutinho a esse ou aquele caso de denúncias ainda não esclarecidas, fazendo condenações antecipadas a episódios em grau de investigação e que, por assim estarem, não podem apontar culpados ou inocentes.

**
Não há uma preocupação com o contraditório, não se ouve a outra parte, porque o que querem é confundir a opinião pública, jogar para a plateia o prato feito que interessa ao grupo da trama e, ao final, tentar auferir a vantagem eleitoreira que perseguem com ansiedade há anos e sempre perdem de lavagem quando o povo vai às urnas.

**
Vamos ao caso mais recente, o da Cruz Vermelha.

**
Anunciaram uma matéria bomba no Fantástico, envolvendo a Cruz Vermelha que administra o Hospital de Trauma de João Pessoa.
O Fantástico foi ao ar e essa bomba foi transformada num traque, numa bufa de velha.

**
O que se viu foi uma investigação sobre fatos acontecidos no Rio de Janeiro e nada de relevante foi dito sobre a Paraíba.

**
Mas a desinformação caiu em campo e tentou mostrar um escândalo que não existe. Diz que a Cruz Vermelha desviou 1,1 bilhão de reais do Trauma. Quando, porém, foi feita a análise fria dos números, descobriu-se que esse valor representa o repasse total feito a Cruz Vermelha para administrar o hospital a partir de 2011.

**
A se admitir tamanho desvio, teria que se aceitar a tese de que o Trauma trabalhou nos últimos sete anos de graça, sem pagar a fornecedor, a funcionário, sem fazer manutenção, sem comprar equipamentos e outros quitais.

**
Como houve a prestação do serviço, pergunta-se onde está o desvio?

**
Ninguém vai dizer onde está, porque desvio não existe. O que existe é um medo terrível de enfrentar Ricardo Coutinho nas eleições de 2020.

**
E o resto é conversa mole.

 

.

8 Comentário On AS PRIMEIRAS DO DIA

  • Se Ricardo fosse tão culpado quanto os açodados em condena-lo julgam teria se escondido no senado para postergar qualquer possível condenação da justiça,como fazem alguns políticos que usam o mandato como escudo.O perigo QUE Ricardo corre é que se algum procurador e juiz não tiver provas ,mas ter convicção, condena~ló.

  • Aprenda, Walter Santos: faça como o saudoso Juruna, conversa com politico tem de levar gravador de voz, ainda mais hoje, quando eles cabem em um chaveiro.
    E tenho dito!!!

  • Essa oposição não quer investigar nada, e sim colocar um freio naquele que fez dela picadinho.

  • O DESVIO QUE EXISTE, E EXISTIRÁ AINDA POR MUITO TEMPO, É O DESVIO DE CARÁTER.
    FELIZMENTE TAL ANOMALIA É PERCEBIDA RAPIDAMENTE PELOS ELEITORES, COMO
    MOSTRA O RESULTADO DAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES, AQUI NA PARAÍBA.

    OS PORTADORES DE DESVIO DE CARÁTER NÃO CONSEGUEM ACEITAR O FATO DE QUE
    NEM TODO POLÍTICO AGE COM TANTA FALTA DE ÉTICA E HONESTIDADE COMO
    ELES.

  • Prefiro aguardar o desenrolar das investigações, a caixa foi filmada, pessoas investigadass, porém, a justiça é lenta, e com razão, para não haver pessoas acusadas injustamente, mas onde tem cheiro de fumaça é muito difícil não ter fogo.

  • Pois eu ainda acho que Ricardo Coutinho vai sair dessa, do mesmo jeito que saiu das outras, mangando dos bestas.

  • E eu tõ doido que chegue as eleições para novamente votar no mago e quem quiser que se exploda de raiva, e tem uma coisa deixe o mago trabalhar!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste