As primeiras do dia

Gobira é sapateiro de profissão e, na política, é o calo dos adversários em Cajazeiras. Por isso, para o lado que ele pende leva alegria e deixa o lado abandonado com dor de cotovelo.

**

Agora mesmo ele é o centro de uma polêmica racial.

**

Após deixar o prefeito Zé Aldemir pelo deputado Júnior Araújo, Gobira foi vítima de comentário racista nas redes sociais. Segundo ele mesmo disse, um funcionário da Prefeitura o chamou de macaco. “Vive pulando de galho em galho atrás de Júnior Araújo.”

**

Hoje Gobira vai ao Ministério Público de Cajazeiras pedir abertura de uma investigação para responsabilizar a pessoa que o chamou de símio. Uma pessoa que ele não identifica para a imprensa, convém ressaltar.

**

“O meu sofrimento é grande. Nunca me vendi e nunca me venderei. Quem disser que eu recebi emprego, eu levo ao conhecimento da Justiça. Um rapaz botou na rede social que Gobira é um macaco e tá pulando de galho em galho, ele vai responder na Justiça, amanhã[quarta-feira] 9h já terei audiência com o promotor, e vou denunciar na Polícia Federal por racismo, por me chamar de macaco. É um absurdo. É um cupim de Prefeitura.”,disse Gobira.

**

Tadinho do Gobira.

**

No dia do seu aniversário, ontem, o prefeito Ricardo Pereira, de Princesa, foi absolvido em processo criminal que ameaçava sua candidatura à reeleição. Presente maior do que esse, só dois desses.

**

José Pereira Lima Neto leu o livro do ex-prefeito Dominguinhos e nele encontrou pelo menos cinco mentiras.

**

Que ele promete me contar em dias futuros.

**

Estive no centro da cidade. Da Duque de Caxias ao Terceirão encontrei gente vendendo calcinha, laranja, chip de celular, apragata de rabicho, antena de tv, controle remoto, remédio pra verme, veneno de formiga, cigarro do Paraguai, panela de alumínio, plano de saúde, plano dentário, dvd pirata e pimenta em conserva.

**

Hoje vou fazer o percurso descendo pra Lagoa e amanhã conto mais novidades.

**

Por enquanto é só.

7 Comentário On As primeiras do dia

  • Acho que Zé Pereira num sabe é contar, só achando cinco mentiras no livro do ex-prefeito. Cinco, ele acha no prefácio.

  • Tião,

    Sugiro ao atual prefeito da capital que ao final do seu mandato se torne um empreendedor e coloque um centro de estética para o mesmo, poque de outra coisa não mais de maquiagem ele entende muito. Basta olhar os serviços calafetados que são executados pela cidade, promete uma coisa e entrega outra, basta ver o projeto da lagoa que não foi executado de acordo com o mesmo e nunca concluíram como era pra ser realmente, a pista de skate já está se desmanchando, o pier nunca foi concluído e por aí vai. Na praia, nem bem terminou as calçadas e já está cheio de defeitos, a rua por trás da rodoviária liberou sem terminar, aqui no Cidade universitária a marquise está limpando as ruas por onde os ônibus passa(só por onde passa ônibus), porque nas ruas paralelas o mato, lixo, animais, buraqueira e lama tomam de conta do bairro. Infelizmente meu querido Tião, a cidade está abandonada, entregue às baratas. O centro da cidade está um lixo só como você mesmo pôde constatar, calçadas tomadas por ambulantes, sujeira e etc. Se no centro está assim, imagine nos bairros periféricos como o Cidade Universitária, estamos abandonados por esse prefeito incompetente. Agora quem for fazer maquiagem no centro de estética do prefeito não pode ter pressa, pois suas obras demoram 10 vezes mais que o previsto, basta ver a beira rio, a lagoa, a upa dos bancários, a obra por trás da rodoviária, etc. Acho que ele pensa que a população não está atenta, esse prefeito é uma fraude.

  • Tião, vê se vc encontra borracha para panela de pressão, desentupidor de fogão a gás e Oração de Nossa Senhora do Desterro.

  • Faça o percurso em direção aos Correios, encontrará um verdadeiro pomar , e uma horta também.

  • A imprensa brasileira tem menos de quatro por cento de confiança, ou seja se tirar o pessoal da imprensa fica zero de confiança. Que o diga os jornalistas paraibanos. Ninguém acredita mais no que sai na mídia paraibana.

  • Voltando ao caso Mariella Franco, ontem eu assistí toda a entrevista do Governador do RJ e do delegado
    Giniton Lages. Uma coisa que me chamou a atenção foi a afirmação do governador de que,
    os então suspeitos, e agora já denunciados, R pideriam fazer onnie Lessa e Élcio Queirós poderiam
    fazer delação premiada, embora ainda nem tivessem sido ouvidos..
    Todo mundo sabe que político não abre a boca em vão. Seria um recado com endereço certo?
    E outra coisa: quem acredita que um cara conhecido como matador de aluguel iria matar alguém
    por motivo torpe? O cara ganha dinheiro fazendo isso e muito mais, como prova o arsenal com
    16 fuzis e munições encontrados na casa do amigo dele.
    E o que dizer do comentário daquela “otoridade” dizendo: ” Se forem eles”?
    Ah, acompanhei também a entrevista das promotoras, à tarde.
    Na entrevista do MPRJ não houve a exibição das imagens do percurso do carro
    da dupla de suspeitos/acusados, como na do delegado Giniton Lages.
    Ontem o Globo divulgou um detalhe que não constava na apresentação do delegado:
    o carro saiu da comunidade de Rio das Pedras, área dominada pela milicia conhecida
    como Escritório do Crime, de Adriano Magalhães.
    Todos lembram onde a mãe e a mulher de Adriano Magalhães trabalhavam.
    Haja coincidência!

    Ah, e o sargento reformado da PMRJ, cujo soldo líquido é de pouco mais de 7 mil reais,
    além da casa onde mora no condomínio Varandas, ainda possui um casa de praia no
    exclusivo condomínio Portogalo, em Angra dos Reis Além de um carro importado
    blindado, e uma senhora lancha. E embora envolvido em vários casos suspeitos,
    e ter sido alvo de uma tentativa de homicídio, a tiros, 30 dias após o assassinato da
    vereadora, que muitos já creditavam a uma provável tentativa de queima de
    arquivo,; o cara passou quase um ano transitando livremente.
    Haja costas quentes!

  • Dizem que o delegado Giniton será afastado do caso Marielle, sob a justificativa de “ter cumprido a sua missão”
    Mas, segundo a múduam o motivo real seria o fato dele ter citado o nome Bolsonaro durante a entevista.
    De qualquer modo, há policiais empenhados na elucidação do caso com motivação para tal.
    E quem explica é o Ivan Consenza de Sousa:

    “Mas os policiais de verdade, querem saber quem matou a pessoa que lutava pelos direitos das famílias de seus colegas mortos. São estes que estão desvendando o caso! São estes que querem colocar os assassinos de Marielle e Anderson, na cadeia.”

    “A verdade está aparecendo…”

    Ivan é filho do saudoso Henfil.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles