As primeiras do dia

O presidente está com um sério problema intestinal. Só fala em bosta! Depois de sugerir ao brasileiro cagar dia sim, dia não, ontem ele falou de merda outra vez. Durante passagem por Pelotas, no Rio Grande do Sul, o presidente criticou a Funai, para quem interdita obras ao menor sinal de cocô petrificado de índio no local.

**

Finado Zezito Pustema costumava dizer que a pessoa sofria de dois males de difíceis curas: diárreia mental e prisão de ventre mental. Vai ver o presidente alterna as duas doenças, ora caga demais, ora fica sem cagar.

**

Guerra na família Gadelha em Sousa.Segundo o Conexãopb, os Gadelha ligados a Andrezão culpam Cacá Gadelha, primo deles, pelo vazamento dos empregos que o ex-prefeito teria arrumado para a família na Prefeitura de João Pessoa.

**

Mas isso é besteira. Não existe mais segredo. O Sagres do TCE mostra tudo nos menores detalhes.

**

João Azevedo disse ontem no Conexão Master que não pretende pedir audiência a Jair Bolsonaro. Afirmou que resolve as demandas do Estado com os ministros. E voltou a denunciar que até agora o governo federal não liberou recursos novos para a Paraíba.

**

E hoje tem greve nacional pela educação. A UEPB já aderiu ao movimento. De mala e cuia.

**

Não esquecer dia primeiro de setembro, em Monteiro. O crime que estão cometendo com a transposição precisa ser denunciado. O SOS transposição vai encher Monteiro de novo. Com Ricardo Coutinho à frente, é claro.

**

Eu soube por Fabiano Gomes que o G 12 vai virar G 7. Será?

**

Uma fonte fidedigna me contou que tem um suplente de deputado falando mal de Ricardo Coutinho lá pras bandas do sertão.

**

A fonte fidedigna disse que tem como provar.

**

Viuge!

**

O deputado Pedro Cunha Lima se doeu com a homenagem prestada a Ricardo Coutinho pela UEPB.

**

Freud explica.

**

Corujinha implantou legendas nas transmissões da Câmara Municipal.

**

Agora quem for mouco vai ler os diálogos.

**

O que esse povo tem contra Ricardo Coutinho presidindo o PSB?

9 Comentário On As primeiras do dia

  • O discurso de Bolsonaro sobre o resultado das eleições na Argentina foi uma ode a estupidez!

  • Engraçado é que as retaliações do presidente louco a Paraíba, atinge diretamente alguns que não tem o menor constrangimento em aplaudi-lo.

  • Parabéns à Câmara Municipal pela medida inclusiva.

  • É fácil saber o motivo. Basta fazer uma “releitura” da eleição
    de 2010. Muitos dos personagens daquela época estão na berlinda
    agora. E os motivos….

  • Bozonaro padece de “trauma fecal”.

  • Do candidato oposicionista argentino, e vencedor das primárias, Alberto Fernández, em
    entrevista à TV argentina:
    1.Sobre as críticas de Bolsonaro aos argentinos que votaram nele:

    “um racista, um misógino e um violento que é a favor da tortura”.

    “que alguém assim fale mal de mim é algo que eu celebro”.

    2. Sobre o Lula:

    “Lula deveria estar livre para poder concorrer a uma eleição com ele”.

  • Do Fernando Brito:

    NA ARGENTINA, O CHICOTE DO DINHEIRO ESTALA PARA ASSUSTAR O POVO

    Eles são quase unânimes.

    A dupla Alberto Fernández-Cristina Kirchner sequer foi eleita ainda, apenas ganhou com muita folga uma eleição prévia.

    Mas todos – jornalistas, economistas, empresários e capitalistas – se comportam como se a vontade popular fosse um desastre, uma antessala da catástrofe econômica.

    Os bolsonaristas, nas redes, vão além: dizem que os argentinos “escolheram o comunismo” e que logo virarão uma Venezuela.

    O dólar foi de 45 para 60 pesos hoje de manhã. Mas nunca passou de 8, nos governos “desastrosos” dos Kirchner.

    Os juros, para conter a moeda, foram a 74%.

    Mas…Esperem aí…

    Em agosto do ano passado, quando as pesquisas indicavam uma rejeição perto de 60%, Alberto Fernández nem era candidato e todos apostavam que Macri ou um candidato seu ainda eram favoritos para vencer, ainda que em segundo turno, qualquer candidato kirchnerista, não se passou o mesmo?

    O dólar não passou de 30 para 45 pesos? A taxa de juros não foi elevada a impensáveis 60%? A inflação não e tornou galopante?

    Então como é que o medo do regresso do trabalhismo argentino ao poder é o que está causando este desastre?

    O que está acontecendo é o estalar do chicote do dinheiro tentando amedrontar o povo argentino por sua nítida tomada de posição, como aqui, em 2002, produziu-se o “efeito Lula” e falou-se em um êxodo de “800 mil empresários” do país, exatamente como Jair Bolsonaro diz que os argentinos fugiriam.

    É a lição da História. A primeira, porque a segunda é que isso não funciona.

  • Bolsonaro para dá bom exemplo e todo brasileiro obedecer e cagà dia outro não basta ele só falar um dia outro não

  • Para ser sincero estou com muito medo do Brasil virar uma Venezuela, da maneira que vai não está difícil

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste