As primeiras do dia

Fiquei sabendo que os parlamentares fiéis ao presidente Jair Bolsonaro querem apressar um pacotaço regulamentando a prisão após a condenação em segunda instância. Seria uma forma de deter Lula, sempre Lula, o terror de Jair Bolsonaro, o homem que teve os direitos de ir e vir vetados por uma justiça partidária para possibilitar a eleição do atual ocupante da Granja do Torto.

**

Rodrigo Maia, presidente da Câmara, diz por sua vez que não pretende enfrentar o Supremo Tribunal Federal.

**

Será?

**

O certo é que Lula vai sair. E não tem quem empate, como diz o meu amigo Francisco Ferreira, sem favor nenhum um jurista de mão cheia.

**

O criminalista Abraão Beltrão lembrou ontem que desde muito tempo contesta essa prisão sem trânsito em julgado. E avisou que tem dezenas de clientes seus presos nessa condição. A partir de hoje Beltrão vai pedir a soltura deles.

**

Terça-feira será a vez de Dallagnol ser julgado. Pelas presepadas que aprontou ao lado de Sérgio Moro, sei não, visse, mas acho que a cobra vai fumar.

**

Se não fumar, pelo menos dá umas baforadas.

**

E o Brasil vota contra Cuba. Pela primeira vez.

**

Enquanto isso, a viúva de Ustra é recebida em Palácio com pompas e honras.

**

Os parentes das vítimas do torturador devem ter adorado.

**

E ainda tem gente que gosta disso.

**

Tem gosto pra tudo.

**

Até para o que não presta.

**

Desde ontem que escuto o rasgar de anáguas aqui nas redes sociais.

**

Aos mais desesperados, só faço perguntar: “Quer um lencinho?”

**

Chora, bebê, mamãe vai passar talquinho.

**

Meu celular Sansung pifou.

**

Doravante, Sansung nunca mais.

**

Prefiro o tijolão de Antonio Conrado.

**

Ou o orelhão de finado Zé Góes.

**

Dia 21 tá chegando.

**

Depois eu conto.

**

Vai ser muito ótimo demais.

**

Né não, Tadeu Florêncio?

**

Né não, Emanuel Arruda?

**

Xau!

7 Comentário On As primeiras do dia

  • Edmundo dos Santos Costa

    NA MINHA MODESTA OPINIÃO UMA EMENDA CONSTITUCIONAL NÃO PODE MODIFICAR A DENOMINADA “CLÁUSULA PÉTREA”, PARA TANTO HAVERIA DE SER FORMADA UMA NOVA CONSTITUINTE E ESCRITA UMA NOVA CONSTITUIÇÃO. ENTRETANTO, COMO TEM ENGENHEIRO “LECIONANDO” SOBRE CIRUGIA CARDÍACA; CICLISTA QUERENDO PILOTAR SUPERSÔNICO; JORNALISTAS QUERENDO CELEBRAR MISSA; RELIGIOSOS E CONGÊNERES, DIZENDO E IMPONDO COMO O CU, A POMBA E O PRIQUITO ALHEIOS DEVEM SER UTILIZADOS, É QUE EXISTE TODO TIPO DE PITACO, SOBRE QUALQUER ASSUNTO. FORAM ESSES FELAPUTISTAS QUE MATARAM O CRISTO, QUANDO O BOIOLA DO PILATOS, PELA PRIMEIRA VEZ, LAVOU SUAS MÃOS IMUNDAS E DEIXOU O CRISTO NAS MÃOS DA”OPINIÃO PÚBLICA” . MASSA IGNARA, ASSASINA E MONSTRUOSIDADE SEM CABEÇA. APAPAGAIADA, NADA MAIS SABE FAZER QUE CAGAR PELA BOCA AS MERDAS QUE OS MALAS ENFIAM EM SUAS CABEÇAS E CÉREBROS DEFORMADOS PELA MESQUINHARIA E PELA SUBSERVIÊNCIA.

  • Tião, o meu Sansung pifou há 3 meses atrás e não encontrei quem conseguisse
    dar jeito. Eu deixei o bichinho de lado, e comprei outro. Para a minha surpresa,
    outro dia eu peguei nele, e ele voltou na funcionar por conta própria. Eu imagino
    que ele se consertou sozinho pelo fato de que quando eu o guardei, sem querer,
    o deixei com a tela para baixo. É a única explicação que eu encontro para o “milagre”..
    Eu acho que a tela se cansou de exibir tantas “bolsonarices”, e decidiu se curar
    do “burn-out”

  • NOVOS EMBATES SE ANUNCIAM E A DEFESA DA CONSTITUIÇÃO SERÁ O NOSSO NORTE.

    Por Antônio Carlos de Almeida Castro. (DCM- 8 de novembro de 2019)

    A advocacia criminal cresce em momentos de crise institucional.

    Esta é uma característica da profissão.

    Quando em 2016 entrei com a primeira Ação Direta de Constitucionalidade no Supremo Tribunal, para fazer valer a cláusula pétrea da Constituição Brasileira sobre a presunção de inocência e o claríssimo preceito do artigo 283 do Código de Processo Penal, que reza que a prisão só pode se dar após o trânsito em julgado, o Brasil estava dominado pelo messianismo de um juiz que se julgava super herói e um grupo de prepotentes procuradores, coordenados por este juiz, que atuavam como se o Poder Judiciário fosse um quintal de Curitiba, um apêndice de uma estrutura de Poder que se estruturava com forte apoio midiático.

    Sem muita consistência jurídica, o grupo se fortaleceu com um grande trabalho de marketing.

    A participação imediata da OAB e do PCdoB, que ingressaram com as ADCs 44 e 54 e, com muita relevância, os diversos Amicus Curie como IGP, IDDD, IBCRIM, dentre outros, e as valorosas Defensorias Públicas deram o tom da importância da matéria.

    Confiamos no Supremo Tribunal Federal e por quase 3 anos discutimos o assunto em palestras, artigos, debates, entrevistas pelo Brasil afora.

    Era preciso mostrar para a sociedade organizada e para os formadores de opinião que o que queríamos era tão somente cumprir a Constituição.

    Felizmente conseguimos ontem significativa vitoria em nome da sociedade, da democracia e em respeito à Constituição.

    Quem já tiver o direito à liberdade, por estar preso em razão de uma decisão condenatória em segunda grau, tem que ser imediatamente solto.

    Aqueles que não cumprirem os requisitos, obviamente, continuarão presos.

    As mentiras inventadas por este grupo que não tem apreço pelo respeito ao contraditório, ao devido processo legal e à verdade estão sendo desmascaradas.

    As verdades que estão vindo à tona levam ao completo descrédito este grupo coordenado pelo atual Ministro da Justiça.

    Desmoralização mesmo.

    Vamos continuar no enfrentamento das questões constitucionais que garantam os direitos individuais e o estado democrático de direito.

    Novos embates se anunciam e a defesa da Constituição será o nosso norte.

  • Meu ídolo está bem pertinho de ganhar liberdade, seja bem vindo EDUARDO CUNHA.

  • LULA SERÁ LIVRE COMO FOI PRESO: NOS BRAÇOS DO POVO.

    Por Fernando Brito · 07/11/2019

    Lula, aprisionado há 579 dias em Curitiba, vai relutar muito em pedir que seus advogados apresentem amanhã seu pedido de soltura, diante da decisão do STF de proibir a antecipação do cumprimento e pena antes do trânsito em julgado de sentença condenatória.

    Vai ter de ser convencido pelos advogados que deve pedir a soltura, porque deseja ser solto não porque pediu.

    Lula é um ser humano, claro, que como todos quer a liberdade, mas é, antes disso, um ser político.

    Mais espertos seriam os seus captores se abrissem a porta da cela, logo, embora eu creia que seus ódios não o permitam.

    Teriam menos desgaste se o fizessem e Lula não vai facilitar este caminho.

    A saída de Lula do cárcere é um ato político e ele quer se preparar para isso, como se preparou para a prisão.

    A sua defesa, ciente disso, divulgou no em que diz que o pedido de libertação se condiciona à visita que lhe farão nesta sexta-feira.

    O pedido de liberdade jamais terá o tom de súplica, mas o de cobrança do preceito constitucional de obrigatoriedade de revogação de prisão ilegal (“a prisão ilegal será imediatamente relaxada pela autoridade judiciária”, art. 5°, inciso 65 da Constituição).

    Não se descarte que o pedido seja feito ao próprio STF, se os advogados expuserem ao ex-presidente esta possibilidade jurídica.

    O caso Lula é grande demais para os micróbios da vara criminal de Curitiba e para o TRF-4.

    Sua prisão foi política; sua libertação também o será.

  • Há tempos que não assisto aos programas DA REDE GLOBO, MAS por um acaso hoje estava em frente à TV no
    horário do Bom dia Brasil, e A Manchete sobre a votação no STF, foi destacando o números de detentos ilegal que sairia da prisão
    deixando em segundo Plano o que realmente interessa, se é ou não anti constitucional a prisão em segunda instancia ou seja defende apenas seus interesses pessoais. Realmente um jornalismo ESGOTO!

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste