Assembleia discute situação dos bancos públicos e parlamentares querem unir bancada paraibana contra privatizações | Blog do Tião Lucena

Assembleia discute situação dos bancos públicos e parlamentares querem unir bancada paraibana contra privatizações

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou audiência pública, nesta quarta-feira (10), através da Comissão de Administração, Serviço Público e Segurança, para debater a situação dos bancos públicos brasileiros, tendo em vista a previsão de demissão significativa de seus funcionários. Os parlamentares recolheram assinaturas dos participantes e elaboraram um documento solicitando aos deputados federais e senadores, em Brasília, que não votem propostas favoráveis à privatização das estatais.

A audiência foi realizada em conjunto com a Câmara Municipal de João Pessoa e presidida pela deputada Cida Ramos. A parlamentar ressaltou que o Banco do Brasil está demitindo cinco mil bancários através de um Programa de Demissão Voluntária (PDV). “Outras vozes no governo Bolsonaro já falam em reestruturação da Caixa. Isso vai interferir na economia brasileira, e por tabela na economia paraibana. Esses dois bancos públicos têm uma rede de agências espalhadas em todas as cidades do Brejo, do Sertão, enfim, em todo o Estado”, disse Cida Ramos.

O vereador da Capital, Marcos Henrique, fez a apresentação das lideranças sindicais convidadas, lembrando que as empresas estatais geram lucro, que é transferido para a União para ser investido em saúde, educação e segurança pública, e também no desenvolvimento da nação. Ele fez duras críticas ao Governo Federal e parabenizou a ALPB por reunir as representações sindicais para discutir o futuro das estatais. “Vamos resistir. A luta está só começando. Nós não vamos entregar o jogo que sequer chegou ao fim do seu primeiro tempo”.

A sindicalista Socorro Ramalho, fez uma exposição da atual situação das estatais, anunciou que está sendo criado em todo o País um Comitê de Defesa do Serviço Público e Contra as Privatizações. “O objetivo é mobilizar os trabalhadores nessa luta contra as privatizações, que nós sabemos que serão e são danosas para toda a sociedade brasileira. A defesa dos serviços públicos passa, principalmente, pelo bom atendimento da população nesses serviços, especialmente as pessoas que mais precisam. É por isso que a gente tem que defender o serviço públicos, os bancos públicos, as estatais, porque isso representa o nosso patrimônio”, disse.

O presidente do Sindicato dos Bancários do Estado da Paraíba, Lindon Jhonson, destacou o papel das empresas públicas para o desenvolvimento do país e o serviço prestado por elas para a população em geral, ressaltando que todas são lucrativas e prestam excelentes serviços ao país e à sociedade. Ele acrescentou que a criação de um comitê será fundamental para que a população seja estimulada pelo movimento sindical na defesa das empresas públicas do País, juntamente com a classe política.

A deputada Estela Bezerra ressaltou que, além do documento elaborado pela ALPB, é necessário produzir mais materiais e realizar uma campanha para que toda a demanda se popularize. “Ao atacar os bancos públicos o governo vai aumentar o desemprego e reduzir o alcance de diversos programas sociais, por exemplo, o Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) que é um programa de financiamento que garante a produção de alimentos. São 12 milhões de pessoas ocupadas na agricultura familiar e 70% dos alimentos que consumimos vêm do seu trabalho” afirmou.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.