Banco do Brasil perde mais uma na justiça e juiz manda aplicar multa de até R$ 10 milhões caso continue desobedecendo a ordem judicial

O Banco do Brasil tentou, mas não deu. O juiz Aluizio Bezerra, convocado para funcionar como desembargador no Tribunal de Justiça, indeferiu o pedido de efeito suspensivo feito pelo Banco através agravo apresentado pela instituição e mandou aplicar multa de R$ 10 mil diários, até o limite de R$ 10 milhões, caso o banco teime em não cumprir a decisão judicial que determinou a liberação de empréstimo ao Governo do Estado e que estava sendo alvo de chantagem por parte daquele órgão.

Na sua decisão, o juiz Aluizio Bezerra também determinou que fossem extraídas peças do processo e encaminhadas ao Ministério Público para instauração de inquérito, por considerar que o Banco do Brasil, não cumprindo a determinação judicial exarada em 5 de janeiro e sendo um representante legal de entidade integrante da administração pública indireta, teve, supostamente, uma conduta ilícita com reflexos no campo penal e político/administrativo.

Lembrou, o magistrado que “o prestígio e a credibilidade do Poder Judiciário se faz com o respeito às suas decisões.,”

1 Comentário On Banco do Brasil perde mais uma na justiça e juiz manda aplicar multa de até R$ 10 milhões caso continue desobedecendo a ordem judicial

  • No Brasil, quem faz as coisas certas é boicotado por todos os lados. Boicotado pelo legislativo, judiciário, pelo sistema financeiro. Agora corrupto pode ter helicóptero com cocaína, pedir propina, jogar dinheiro por cima de edifício que tá ” tranquilo tá favorável”. Como disse Romero Jucá: ” com supremo com tudo pra estancar a sangria”. É o que está acontecendo de fato.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste