Bolsonaro é um santo, eu é que não presto

O rapaz que corta cabelo ali na frente mora de aluguel, está sendo despejado, é gay, mas adora Bolsonaro.

Meu amigo lá da barraca ganha 900 reais por mês e não liga para a futura redução do seu salário em 20 por cento, por vontade de Bolsonaro.

Meus amigos crentes acham que só vai pro céu quem votar em Bolsonaro. Os outros não serão escolhidos para a vitoriosa caminhada ao paraíso.

Estou pasmo.

O país perdeu o juízo.

E o mais preocupante é o ódio.

Eles endeusam seu mito e não economizam palavrões para definir os adversários.

O menor nome que chamam com quem não é do grupo é ladrão. Ladrão, esquerdopata, petezada e vai por aí.

E tudo o que se disser dos seus ídolos é fake news.

Não importa o Queiroz, os quase 50 imóveis do filho do presidente, as rachadinhas da Alerj, o caso da guarita do condominio, tudo isso é mentira, invencionice dessa esquerda mentirosa, calúnias contra o Messias que voltou e a gente nem sabia.

Eu já fiz três limpezas no meu Facebook e ainda não consegui eliminar o ódio. Todo dia me deparo com discursos violentos, ataques dilacerantes, baba de cachorro doido.

Tenho um amigo que faz questão de mandar no meu privado as suas tiradas de humor negro.

Fico até em dúvidas se isso é amizade mesmo.

Porque amizade só é amizade se houver respeito.

E não está havendo.

E os parentes?

Cada um mais verde e amarelo do que o outro.

Olho em volta e estou só. Eu e a velha, a velha e eu.

Se for pela análise dos crentes fervorosos que ainda não se arrependeram do voto em Bolsonaro, como se arrependeu o pastor Estevam Fernandes, eu vou para o inferno sem precisar morrer.

E lá no inferno o Cão Canjiquinha estará me esperando com um ferrão em brasa para furar meu rabo.

O danado é que, mesmo diante dessa condenação sem direito a segunda instância, continuo achando que o lado de lá não me cabe.

É chique demais para o meu gosto modesto.

Vou ficar por aqui e correr o risco de perder o cabaço para o Cão Canjiquinha.

9 Comentário On Bolsonaro é um santo, eu é que não presto

  • Não é que o país perdeu o juízo. Mas acho interessante sua reflexão. Talvez o leve a enxergar que a grande maioria do povo brasileiro cansou dessa roubalheira generalizada que estava instalada no governo petista, com casos sucessivos de corrupção envolvendo gente do governo dentro das nossas estatais. O povo cansou. Não aguenta mais aquele negócio de que tal estatal pertence a tal partido, que indica seus correligionário para cargos de chefia para que possam negociar com grandes empreiteiras formas de saquear o dinheiro público.

  • Kkkkkk rachei de rir com sua crônica, Tião. Realmente, a galera tá ficando bitolada, bisonha! Eu votei em Bolsonaro, mas um dia desses fui dizer que essa ligação de Flávio Bolsonaro-Queiroz era algo que não adiantava maquiar, era roubo na certa! Fui expulso, chamado de fi de rapariga, idiota, espião cubano, líder do Kremlin soviético e tudo que não presta. Essa atual direita falava da bestialidade da esquerda, mas está fazendo do mesmo jeito! Só que com ídolos diferentes.

  • E por falar em crentes Bolsonaristas que dizem que vão pra o céu, e quem lá tiver vai ter que conviver com eles, concluo que o inferno não é tão ruim assim não!

  • Edmundo dos Santos Costa

    A FOTO REVELA UM CERTO “CLIMA”. BOLSONARO COM CARA DE QUEM SE ENCONTRA ÊXTASE, NO OUTRO MUNDO E A MÃO ESQUERDA DO SEJEITO QUE O AFAGA, NINGUÉM SABE ONDE ESTÁ ENFIADA … TAMBÉM,COM ESSE VISTIDÃO QUE MAIS PARECE A ALVA DO CONDENADO E, DEPOIS DECLARAR SEU AMOR PELO BOIOLÃO AMERICANO,TUDO É POSSÍVEL SE IMAGINAR. DE TODO MODO, À ELE, O BENEFÍCIO DE QUALQUE RDÚVIDA.

  • Eu tenho um “amigo” igual. Quando nos encontramos nos finais de semana é o mesmo discurso.
    Ele já evoluiu um pouquinho, pois parou de me cgamar de esquerdopata.
    Mas nesse último final de semana o motivo dos ataques era a soltura de Lula.
    Eu apenas recomendei que ele fosse ler o que estava falando a mídia internacional. E, como
    ele é fã do Trump, eu sugeri que fosse ler o New York Times, e o Washington Post. Ele na mesma
    hora pegou o celular e fez o que eu disse. Estranhei quando ele leu e ficou calado. Depois disse ,
    meio ressabiado, que preferia ler um certo site bolsonarista. Eu estranhei, e esperei ele sair para
    verificar o que havia acontecido. Estava lá, na primeira página, do New York Times, a explicação:
    Lula. O maior jornal da terra do Trump reconhecendo a força do grande líder da esquerda mundial.

  • Tá dificil compreender nosso povo, porque dormiam em berço esplendido e de repente acordaram e perceberam que lula roubou… a corrupção desse país vem há muito e parece que não terá fim. Já me conformei , continuarei fazendo minha parte, se parar pra assistir e avaliar a ou b no momento que vivemos, com certeza meu coração não vai resistir a tudo isso. Vou continuar assistindo sem tomar partido pra ver como vai terminar.

    • Ainda pensas que o Lula é o que o Moro e Dalagnol diziam que ele era?
      Por que se ainda pensas igual , me desculpe, mas é uma contradição o seu
      aṕoio ao Ricardo Coutinho.. Ricardo e Lula comungam os mesmos ideais.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste