Chuva de vento em Tavares derruba árvores, cerca de varas e telhado de igreja

No meu sertão é assim: demora a chover, mas quando chove, chove muito. Hoje, por exemplo, deu uma chuva de vento que derrubou árvores, arrastou telhados de casas e fez mais estragos do que estragos fizeram os meganhas de 30 durante a guerra com Zé Pereira. Nem a igreja escapou,Vejam o que aconteceu lendo a reportagem publicada pelo meu colega jornalista Ariel Aquino, logo após os dois pontos, um em cima e outro embaixo:

Ventos fortes derrubam árvores na entrada de Tavares e danificam telhados de residências e igreja em Jurema

Ventos fortes registrados na tarde desta segunda-feira (28/01) em Tavares, no Sertão da Paraíba, deixaram a população assustada e causaram estragos. Na entrada da cidade, ao lado da passarela, a ventania derrubou pelo menos duas árvores, como mostra o vídeo acima feito pelo tavarense, Hélio Mendes, e postado no facebook Arte Mídia.

Já no Povoado Jurema, área rural do município, os ventos destruíram parte de telhados de residências e da Igreja de São Francisco de Assis, padroeiro da comunidade. Além disso, a ventania derrubou cercados de vara e antenas parabólicas de tetos de casas.

Os registros do vídeo e das fotos abaixo, em Jurema, foram feitos por Pauliano Tomaz (Mimim), morador da localidade.

Há informações de que após a passagem dos ventos começou a chover na cidade e em sítios no município.

 

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste