Com quase 50 processos, ex-prefeito de Princesa Isabel está inelegível até 2026

O ex-prefeito de Princesa Isabel, médico José Sídney de Oliveira (PSDB), está inelegível até 2026. É o que consta em um dos diversos processos contra o ex-gestor que transitou em julgado no Tribunal de Contas da União. O processo 035.047/2011-9, do TCU, considerou graves as infrações cometidas; o relatório traz informações de fraudes no procedimento licitatório, contratação de empresa de fachada e recebimento por serviços não realizados, entre outros. A empresa contratada é investigada pela Polícia Federal no âmbito da “Operação Carta Marcada”, sendo apontada como empresa fantasma integrante de um esquema montado com o objetivo de fraudar licitações públicas. A sentença aponta o desvio de R$ 299.000,00 (duzentos e noventa e nove mil reais) de recursos da FUNASA. Além da perda dos direitos políticos durante oito anos, o TCU imputou ao ex-prefeito uma multa no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).
Cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, em 2007, Dr. Sídney também teve todas as prestações de contas dos dois mandatos reprovadas pelo TCE – PB; contabilizando todos os processos em todas as esferas judiciais, a soma chega a quase 50 processos.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste