Delegado é processado por denunciar suposto agressor de mulheres

Delegado é processado por denunciar suposto agressor de mulheres

Miguel Lucena recebeu, na tarde desta segunda-feira, intimação do Juizado Especial Criminal de Brasília para audiência preliminar no dia 15 de março.

A Corregedoria Geral da Polícia Civil abriu Termo Circunstanciado contra o delegado Miguel Lucena acusando-o de ter divulgado à imprensa informações sobre agressões e ofensas do médico L. A. A, 63 anos, a mulheres. Os dados do autor deveriam ficar em absoluto sigilo, ao contrário do que ocorre com os delinquentes comuns, cujos nomes são divulgados diariamente pela Divisão de Comunicação e pelas delegacias do Distrito Federal.

Miguel Lucena recebeu, na tarde desta segunda-feira, intimação do Juizado Especial Criminal de Brasília para audiência preliminar no dia 15 de março.

“Tudo na sociedade brasileira está invertido moralmente: quem agride mulheres fica solto e o delegado corre o risco de ser preso, apenas pela suspeita de ter divulgado informações à imprensa”, protestou Lucena.

Em dezembro de 2016, o cardiologista postou no Facebook que as mulheres apanhavam porque não respeitavam seus maridos e companheiros, o que causou indignação a mulheres de todo o Brasil. Um repórter descobriu que o mesmo tinha vários registros policiais sobre agressões físicas e verbais a mulheres, procurou a Divisão de Comunicação da Polícia Civil, o delegado consultou os dados e apenas confirmou que realmente haviam sido registrados boletins, sem, no entanto, repassar nenhum dado ao jornalista.

Vários policiais civis consultaram os registros do médico, entre eles Miguel Lucena, mas a Corregedoria resolveu abrir Termo Circunstanciado contra o delegado. “Será coincidência o fato de eu ser pré-candidato a deputado federal na oposição ao governo Rodrigo Rollemberg?”, questionou Lucena.(Contexto Exato)

2 Comentário On Delegado é processado por denunciar suposto agressor de mulheres

  • Tenho muitos amigos paraibanos que moram e votam ai no DF?
    Pois é, se tiver interesse, contatos. É DE GRAÇA, mas tem que votar em LULA para presidente.

  • Tudo nesse país tá errado, temer dá um aumento de 17,00 ao salário mínimo, o presidente do S.T.J de São Paulo dando entrevista disse: apesar de ser proprietário de vários imóveis, eu recebo auxílio moradia e disse mais ” acho muito pouco”

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste