Depressão mata jornalista em João Pessoa e imprensa, à exceção do blog do Tião, omite que ele cometeu suicídio

Marcos Maivado Marinho


Com exceção de Tião Lucena, que em seu blog na internet revelou logo cedo que Heraldo Nóbrega cometeu suicídio ao jogar-se do andar 16 do prédio onde morava, em João Pessoa, todos os demais veículos de comunicação do Estado, certamente prezando a conhecida e aplaudida marca do ilustre jornalista – a elegância – optaram por um termo menos doloroso, porém não verdadeiro: que ele caiu do prédio.

O velório do jornalista vai acontecer ainda durante a tarde de hoje, a partir das 14 hs., no Cemitério Parque das Acácias, no bairro José Américo, em João Pessoa, onde também será sepultado, às 18 hs.

Natural de Patos, Sertão do Estado, Heraldo veio morar em João Pessoa ainda jovem para cursar Medicina. No entanto, começou a se apaixonar pelo Jornalismo e largou a área médica. Ele era irmão do médico e escritor Edvaldo Nóbrega, presidente da Sociedade Médica de Campina Grande.

Ao longo de quase quatro décadas exerceu os cargos de editor-chefe do jornal O Norte, editor do jornal Correio da Paraíba e Superintendente do jornal A União. Atualmente atuava na TV Master, nos programas Conexão Master e Tribuna da Mídia. Heraldo também foi, por vários anos, assessor do então senador Ney Suassuna, de quem era amigo pessoal.

Heraldo morava no bairro de Tambauzinho, em João Pessoa, e lutava contra a depressão.

– “Esta é uma notícia que eu não gostaria de dar: Heraldo Nóbrega se matou, jogou-se do 16º andar do edificio onde morava, em Tambauzinho. Aconteceu pela madrugada. Ele lutava contra depressão e decidiu por termo a uma vida que, mesmo lhe trazendo sofrimentos que sabia com maestria esconder de todos nós, nos fará falta”, anunciou Tião com todas as letras e boa ética profissional, sem esconder o fato verdadeiro dos leitores.

O Governo da Paraíba emitiu, nesta sexta-feira (29), uma nota de pesar onde lamenta a morte do jornalista.

Confira na íntegra:

NOTA DE PESAR

Em nota, o Governo da Paraíba expressou pesar pelo falecimento do jornalista e servidor público do Estado.

– “Neste momento de perda e de despedidas, o Governo se solidariza com todos os seus familiares e espera que encontrem conforto na certeza de que a história dele será preservada com carinho por aqueles que puderam compartilhar da sua existência neste mundo”, diz a nota.

1 Comentário On Depressão mata jornalista em João Pessoa e imprensa, à exceção do blog do Tião, omite que ele cometeu suicídio

  • Edmundo dos Santos Costa

    “AMIGO PESSOAL DE NEY”. Ô TIÃO, EXISTE AMIGO IMPESSOAL? SUPUNHETO QUE SE É AMIGO,NÃO PRECISA “SUBIR PARA CIMA” , “NEM AMANHECER O DIA COM SORRISO NO ROSTO”. SORRISO SÓ PODE SER NO ROSTO E NÃO HÁ NADA QUE AMANHEÇA, QUE NÃO SEJA O DIA. AMIGO É AMIGO E PRONTO, NÃO TEM ESSA HISTÓRIA DE PESSOALIDADE OU IMPESSOALIDADE. TÁ DITO.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste