Instituto censurado desmente versão do Sistema Correio sobre a pesquisa que não foi ao ar

Mais um capítulo na novela envolvendo o Sistema Correio de Comunicação e o Instituto Real Time Big Data que tem como pano de pano de fundo uma pesquisa eleitoral registrada na Justiça Eleitoral, que seria divulgada pela TV Correio, mas foi abordada na noite de ontem. Hoje o Sistema Correio se posicionou oficialmente sobre o episódio e apesar de dizer que não contratou nenhuma pesquisa, confirmou que decidiu não divulgar o levantamento por discordar do questionário.

O Blog do Marcos Wéric conseguiu com exclusividade contato com o representante do Instituto, Bruno Soller (Segundo da esquerda para direita na foto), que reafirmou contrato com a Rede Record Nacional para realização de pesquisas em todos os Estado do Brasil, que estão sendo divulgadas pelas filiais da emissora do Bispo Edir Macedo.

Bruno informou ao Blog que ofereceu ao Sistema Correio a possibilidade de divulgar a pesquisa, o que foi aceito pela emissora, que inclusive o convidou para participar da divulgação dos números na TV paraibana. “Estive na sede da empresa e durante o período em que aguardávamos para gravar, houve um pedido de impugnação da pesquisa feita pelo PTC, que foi negado pelo TER (Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba), mas a TV Correio mesmo assim optou por não publicar, por achar que teriam desgastes com uma pesquisa que tinha sido questionado na justiça”, revelou o coordenador Real Time Big Data.

A versão de Bruno é divergente da apresentada pelo Sistema de Comunicação, que em nota lida durante o Jornal do Correio de ontem que alegou um “erro em questionário que a tornaria inválida”.

Bruno Soller não descartou a publicação dos números em rede nacional na programação da Record, contratante da pesquisa e ressaltou que não trabalhara mais com o Sistema Correio. “Respeitei o ponto de vista deles. Infelizmente não deveremos trabalhar com a TV Correio na Paraíba, mas poderemos divulgar pesquisas do estado nos jornais de âmbito nacional da Record”.

O Real Time Big Data, além de pesquisas eleitorais, tem feito levantamentos interessantes, como por exemplo, o que foi ao ar no Jornal da Record na mesma noite que o Sistema Correio decidiu não divulgar os números da corrida eleitoral na Paraíba e que mostrou o pensa o eleitor brasileiro e quais são suas maiores preocupações e ajuda a entender quais são as prioridades dos brasileiros para os próximos governantes. Recentemente o Instituto levantou também o perfil do próximo presidente.

O Real Time Big Data parece ter a total confiança da Rede Record e já divulgou na filiada em Goiás uma pesquisa para governador e senador nos mesmo moldes da realizada e não divulgada na Paraíba.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste