Médico defunto fornecia atestados em Brasília

Aconteceu em Brasília, onde, aliás, sempre acontece tudo e mais um pouco.

Trabalhadores estavam faltando ao serviço e, para evitar as faltas, apresentavam atestados médicos.

Só que os atestados eram do outro mundo.

O médico que os assinava é um defunto sacramentado e juramentado desde o ano de 2017.

A polícia descobriu tudo e o escândalo mereceu destaque até na televisão.

Nessa reportagem, o delegado Miguel Lucena, meu irmão e paraibano, conta tudo ao repórter Wendel Rodrigues, que é também paraibano e trabalhou durante muito tempo nas tvs de João Pessoa.

Assista:

1 Comentário On Médico defunto fornecia atestados em Brasília

  • Wendel Rodrigues sinônimo de competência e caráter.
    Falta uma enorme falta ao jornalismo paraibano.
    Falo do verdadeiro jornalismo, não de “arrumadinhos”

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles