Oxente!

Fico a imaginar se meu inesquecível amigo Luizinho de Calu fosse vivo e visse os políticos, candidatos nas eleições deste ano, fazendo vaquinhas, implorando trocados, em suma, pedindo dinheiro ao povo para financiar suas campanhas.

A primeira coisa que Luizinho diria seria um “Oxente!” bem grande, com exclamação e tudo.

E sentenciaria que o mundo estava, finalmente, se acabando.

Nascemos, crescemos  e chegamos até aqui vendo exatamente o contrário, as ofertas vindo e não indo.

Como o povo pode financiar uma campanha para botar um político no trono e depois vê-lo usufruir, com a família e os amigos do peito, das benesses do cargo público?

O sujeito, que conta os minguados trocados para fazer a feira, desprender-se do seu dinheirinho e dá-lo a um gravatudo para ele passar quatro ou oito anos no bem bom, bebendo da melhor bebida, comendo da melhor comida e fazendo outras coisas que só chegam para quem tem dinheiro e poder?

Ainda bem que Luizinho morreu sem ver isso. Ele, com certeza, mandaria o pedinte tomar vergonha na cara e pegar descendo para a Timbaúba.

E o cobriria de Oxentes!

1 Comentário On Oxente!

  • Claro Tião, o cara tem um apartamento financiado pela Caixa, como pode concorrer a senador, impossível vamos ajudar…. Kkkkk, tem gente que acredita, meu Deus!!!

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste