POR TRÁS DA CALVÁRIO – 4 | Blog do Tião Lucena

POR TRÁS DA CALVÁRIO – 4

 

POR AMANDA RODRIGUES

A decisão foi na terça,  final da tarde, e na quarta pela manhã retornamos de Bananeiras para esperar a citação da justiça sobre o mérito do HC.

Nos dias seguintes, todos os outros foram soltos, para honra e glória de Deus.

Senti um alívio, uma felicidade enorme de ao menos saber que apesar de levarem sequelas para uma vida toda, receberam de volta a liberdade para se defenderem do que estavam sendo acusados. Princípio constitucional.

Sexta a tarde, recebemos os oficiais com a citação da decisão e das novas cautelares impostas pelo judiciário Paraibano. Além da tornozeleira eletrônica, para que vocês compreendam melhor o tamanho da barbaridade, estão todos em prisão domiciliar, uma espécie de semiaberto, em casa.

Com a tornozeleira no pé, tendo de se recolher de segunda a sexta as 20:00 e sábados, domingos e feriados, não podendo se ausentar de João Pessoa ( os que aqui residem). No caso de Ricardo, prejudicando o trabalho dele, que não é em João Pessoa.

Quando você recebe uma notícia dessas, bate um desengano, porém não deixamos ele se instalar. Sábado pela manhã, bem cedo, Ricardo foi colocar o troço, e eu saí com os meninos para fazer supermercado. Na verdade, minha preocupação era com as crianças, como explicar para elas, já que até então não sabiam de nada. Eis que me vem uma idéia. Pensei, se ele usa, todos nós aqui iremos usar. Comprei três tornozeleiras e disse aos meninos que Ricardo estava fazendo um exame e tinha uma tornozeleira no pé, que ele pensava só que ele iria ter, mas que, nós também usaríamos.

Colocamos e fomos pra casa. Combinei de correr todos para onde ele estava e gritar “nós também temos”. Assim foi feito. Chegamos e ele estava lá, deitado na rede lendo um livro, tenho certeza que tinha pensado no que dizer às crianças, mas ele não precisou dizer nada. Nós dissemos que também tínhamos uma tornozeleira, porque essas cautelares servem pra isso, prender e marcar toda a família.

Estamos presos e marcados, porém com muito amor. O amor é capaz de curar tudo, apagar todas as marcas e sarar as feridas. Dias difíceis foram se passando e só restava se acostumar com uma nova rotina. Dizem que os fortes não são os que sobrevivem, e sim aqueles que se adaptam as adversidades da vida. Ficar em casa nunca foi um esforço, além do mais quando não podemos falar com metade dos nossos amigos. Não podemos nem reunir a família para um almoço de domingo, já que meu cunhado também não pode sair de casa. Mas estamos firmes, seguindo, porque tudo ainda está começando.

6 Comentário On POR TRÁS DA CALVÁRIO – 4

  • Ricardo é um cara do bem. Em duas oportunidades tive o prazer de atendê-lo aqui em Solânea-PB, ele é um camarada altamente educado. Não me contive e ao vê-lo entrar na loja que trabalho como balconista dei logo um grito Governador! Mas já estávamos em 2019, só que ele é o nosso eterno Governador. Desejo tudo de bom para ele e sua família.

  • Façam um grande almoço on-line, com a familia e os amigos

    A tecnologia também significa liberdade.

    Se não podem falar com amigos, pelo menos poderão vê-los em um telão.
    Não creio que isso seja infração às medidas cautelares, já que não falaram uns com os outros.

  • Está ideia da tornozeleira na família parece coisa de filme “ A vida é bela”. As crianças são anjos, muito boa a forma como vc conduziu. Nosso eterno governador, com tornozeleira, com coleira, com o que quer que seja, ninguém chega aos pés de RC . Foi sim o melhor governador que tivemos.

    • Se fosse possível teriam colocado, quem sabe, uma mordaça e grilhões nos pés.
      Felismente, nada do que fizerem será capaz de mudar o resultado das últimas 3 eleições para o governo da Paraíba. E tampouco conseguirão ressuscitar politico em estado avançado de decadência.
      Ricardo é, e o será para sempre, o governador que mudou a Paraíba.
      E o Bolivar paraibano. Aquele que libertou o povo dos currais.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.