PRETO NO BRANCO – PSB nacional só aceita renúncia de João e Veneziano na comissão provisória da PB se eles formalizarem o pedido

A executiva nacional do PSB não aceita o NÃO informal do senador Veneziano ao declinar de compor a comissão provisória da legenda na Paraíba, para a qual seu nome foi aclamado por unanimidade.

Hoje o presidente Carlos Siqueira mandou duro recado não apenas para Veneziano, mas também para o governador João Azevedo, que igualmente declinou de compor a executiva provisória paraibana.

– “Caso alguém não queira formar parte da comissão precisa formalizar a sua renúncia à Direção Nacional, já que foram nomeados para integrar o colegiado. Quando – e se – o fizerem, o partido definirá as providências a serem tomadas”, avisou Carlos Siqueira.

Sete membros foram escalados para comissão; quatro deles recusaram os cargos. Além de João e Veneziano, também recusaram o posto o ex-presidente da sigla na Paraíba, Edvaldo Rosas, e a secretária de Mulheres, Valquíria Alencar.

Diante do impasse, Ricardo Coutinho segue sendo presidente da comissão provisória, aguardando a nomeação dos demais companheiros.

3 Comentário On PRETO NO BRANCO – PSB nacional só aceita renúncia de João e Veneziano na comissão provisória da PB se eles formalizarem o pedido

  • Oxente! elegero sem ta la, agora nao vale deseleger.

  • P S B = Preparando Saida em Bloco: Ninguém está obrigadp a ser ou permanecer filiado. O que não falta no Brasil é partido político. Além dos fatos aparentes, ainda não se revelou ao certo o que realmente deu origem a este cataclisma dentro do tal “projeto” do Reino Girassol. A direita nem se mexe. Sabe que só precisa deixa o caldeirão das vaidades esquerdistas tomar um baita chá frio de insanidade política. No final, poderão todos os “companheiros” se unirem na sucata da história. Mas o que será que deu origem a este quiprocó da mulesta? Siqieira ou não queira, o PSB parece que tá descendo a ladeira. Saiu o Rosa ficaram só os espinhos da rasteira noturna. É LENHA!

  • Acho lamentável, e preocupante, esse rápido rompimento entre Ricardo Coutinho e João Azevedo. Não é bom para a Paraíba.
    Vejo também que aliados de ambos mais atrapalham do que ajudam na possibilidade de superação desse impasse. Pensam somente em defender interesses próprios.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste