Rodolpho Carlos consegue habeas corpus e trava processo que o aponta como matador do agente de trânsito

O herdeiro do grupo São Braz, Rodolpho Carlos, personagem principal de um dos dos casos que chocou a Paraíba e o Brasil, conseguiu uma liminar para adiar o seu processo na Paraíba.

Rodolpho atropelou e matou o agente de trânsito Diogo Nascimento, ao tentar escapar de uma blitz no bairro do Bessa, em João Pessoa.

Após forte comoção popular, ele chegou a ficar preso por cerca de uma semana, mas foi liberado depois para responder o processo em liberdade. O processo se arrasta há mais de dois anos e estava perto de ter prosseguimento, sendo a próxima etapa o julgamento pelo júri popular.

Porém, a liminar obtida pela defesa do acusado, que inclui o advogado Ticiano Figueiredo, que também é advogado de Eduardo Cunha, deve travar novamente o processo, enquanto familiares do morto, amigos e sociedade esperam que a justiça seja feita.

BLOG DO DIEGO LIMA

7 Comentário On Rodolpho Carlos consegue habeas corpus e trava processo que o aponta como matador do agente de trânsito

  • falta cunviquissaum pra condenar, né?

    faz um pauer-pointi que talvez sua culpa fique evidente…

  • No Brasil, o poder do dinheiro está acima de tudo.

    Quem sabe o herdeiro não compra a reencarnação do morto e o
    devolve vivinho para a sua família?

    Ou consegue autorização para uma coleta de matéria orgânica nos restos mortais
    e manda fazer um clone com aquele cientista chinês? O dinheiro não pode tudo?

    Quem está pagando o preço do ato insano é o pai, a esposa, e o filho do morto;

  • Um passarinho mijão me contou que o motivo da raiva da TV Canjiquinha contra o governo do estado é que ao apagar das luzes do governo RC o grupo proprietário fez uma proposta de negociação da dívida do referido grupo com a receita do Estado, diga-se de passagem proposta indecorosa prontamente rejeitada pela RE, fala-se em cifras superior a R$ 20.000.000,00(vinte milhões de reais) caso parecido com o do Carrefour, por isso está bancando junto a Globo (leia-se Fantástico e Globo Esporte) matérias contra o governo!!!

  • Qual foi a fundamentação da decisão? Postaram apenas o dispositivo.

  • Que pena que desse moço tadinho tenha se livrado desse crime deassassinato de pai de família, mas, a justiça divina não se livrará, espere e verás, a justiça tarda mas não falha.

  • Bandido bom é bandido preto, pobre, morto! (ironia)

  • Neste pais de leis fracas e falhas, o resultado é esse! Não se chamaria Brasil se ele estivesse encarcerado!
    Aqui a impunidade prevalece!
    So nos resta lamentar e orar pela família e pelo agente de trânsito que se foi!

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste