Supremo decide hoje se recebe denúncia contra Aguinaldinho e mais três “por organização criminosa”

A Procuradoria Geral da República reiterou  pedido para tornar réus os deputados Aguinaldo Ribeiro, Arthur Lira e Eduardo da Fonte e o senador Ciro Nogueira, todos do PP, por organização criminosa.

O órgão diz que o chamado “quadrilhão do PP” captou pelo menos R$ 377,2 milhões junto a empresários que foram beneficiados por contratos na Diretoria de Abastecimento da Petrobras.

“A denúncia ofertada traz provas suficientes de que, no âmbito da Diretoria de Abastecimento da Petrobras, durante os anos de 2004 e 2015, existiu um esquema criminoso, estável, profissionalizado, com estrutura definida e com repartição de tarefas, que envolvia a prática de crimes em série e indeterminados de fraude à licitação, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e de corrupção de agentes públicos e políticos”, diz a PGR.

hoje, terça-feira, a Segunda Turma do STF decide se recebe a denúncia e abre um processo criminal.(O Antagonista)

2 Comentário On Supremo decide hoje se recebe denúncia contra Aguinaldinho e mais três “por organização criminosa”

  • Tião, tu já tumasti da cana feita de jabuticaba de João Mineiro, me diz se presta ou num presta, apoi eu achu qui vou dar uma passada sexta-feira pra esperimentá da dita cana. Um abraçu porreta pra tu, viu Tião, o grande escriba de Princesa Isabé. Fui…

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste