As primeiras do dia

O deputado Hervásio Bezerra confessa que não move uma palha pela reaproximação de Luciano Cartaxo e Ricardo Coutinho. E Hervásio sabe o que diz, pois conviveu com ambos tanto na Câmara municipal, como na Assembléia Legislativa.

**

O bispo de Campina Grande reclamou da violência na cidade e o fez com justa razão. Pode ser, porém, que agora a violência diminua, depois que se descobriu que  quem explodia os bancos era assessor da Prefeitura.

**

O prefeito Romero Rodrigues morde e assopra, ou seja, deixa que seu assessor Miltinho Figueiredo desça a ripa em Luciano Cartaxo e oficialmente diz que está dialogando com o prefeito de João Pessoa.

**

Vai começar a série: “O passado me condena”.

**

Com direito a imagens e textos maravilhosos.

**

E sem carnaval a vista, o jeito é esperar a Semana Santa.

**

Alguém me falou do curriculum do professor/cientista e fiquei estarrecido.

**

O rapaz é um preguiçoso.

**

Dava expediente ouvindo músicas clássicas.

**

E bufando na cadeira.

**

Aí não tem pra ninguém.

**

Se Cristiani Brasil pode ser deputada, por que não pode ser ministra?

**

E se a nomeação de um assessor é ato meramente admistrativo e de competência exclusiva do presidente, o que tem o STF com a cor da chita?

**

Quero ver quem vai votar a favor da reforma da previdência.

**

Tucanos estão fechando questão a favor da dita cuja.

**

E não conheço tucano rebelde.

**

Vamos aguardar.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste