As primeiras do dia

Ligo na TV Câmara e vejo o deputado paraibano Gervásio Maia falando direto do plenário, criticando o  Decreto n° 9759/19, que extingue e estabelece limitações para colegiados da administração pública federal.  . E dizendo esta frase sobre o presidente: “Pensei que ele pensava pequeno, agora vejo que ele não pensa”.

**

A Justiça Federal anulou o passaporte diplomático dado por Bolsonaro a Edir Macedo. Agora vamos ver se os poderes celestiais funcionam mesmo.

**

Se ele jogar a praga e a praga pegar…

**

O senador sergipano Alessandro Vieira anuncia que vai pedir o empichamento de Toffoli e de Alexandre Morais. Será que ele tem ovo pra isso?

**

Falar em ministros, a briga entre o STF e a PGR está boa, mas preocupa. É uma queda de braço que pode sobrar pra nós, brasileiros sem poder, sem eira, sem beira e sem nada.

**

Andam distribuindo por aí as fotos de uma senhora devidamente pelada.

**

Tá tudo bloqueado. Até o zap. Criticou o STF, bloqueia.

**

Eu não tô gostando disso.

**

Por menos do que isso…

**

E a Semana Santa começou.

**

Bateu saudade do Judas de Pedro Fogueteiro.

**

Era uma festa.

**

A meninada em volta do boneco pendurado num pau de agave, recheado de confeitos e caramelos, só esperando a hora de se vingar do traidor de Jesus.

**

Pedro enchia o Judas de bombas e na hora H, tudo explodia e era caco de boneco pra todo lado.

**

Os meninos do Cancão caíam em cima dos destroços, rasgando os molambos e enchendo as mãos de balas doces, que depois eram consumidas como se fossem os mais saborosos manjares do céu.

**

Era no sábado de aleluia, dia festivo depois das lágrimas derramadas na Sexta-Feira da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo.

**

Nosso mundo era uma eterna festa.

**

O enterro do nosso conterrâneo de Princesa Antonio Alves Subrinho se dará logo mais às 10 horas, no Parque das Acácias.

**

Do governador João Azevedo sobre o que acha de Ricardo Coutinho para a Prefeitura de João Pessoa: “Ricardo é nome para qualquer canto”.

**

Barata Tonta ou Porra Louca?

**

Eu num sei de nada.

**

Depois não diga que não avisei.

**

Quem avisa, amigo é.

**

E ai.

4 Comentário On As primeiras do dia

  • Antônio de Odilon, irmão de Zé de Odilon também já falecido.

  • VIVEMOS UMA SITUAÇÃO DEPLORÁVEL NA SAÚDE:

    O que mais nos revolta é a classe política de PATOS se omitir diante desse descaso vivido pela Maternidade e pelo “Complexo Hospitalar”. Alô Alô Vereadores, Deputados Nabor, Erico e Hugo Mota… Vocês não estão vendo isso não? Ou será que não podem defender o interesse público por estarem com o pão doce na boca. Acordem! Pois o nosso povo tá sofrendo e sendo humilhado. Isso, tanto a nível Estadual e Municipal. Já que no Município, além da falta de médicos e Odontólogos na maioria UBSs, nem insumo para fazer atendimento Odontológico, tem. Uma VERGONHA!😞 O mínimo que se espera é que a população aprenda a dar o troco a essa classe política irresponsável e inoperante.
    Obs: Tião essa situação é verdade, comprovada em loco por uma pessoa que precisou do atendimento de uma suposta fratura em uma das pernas, o desabafo acima é de um cidadão patoense indignado com a situação no geral, sabemos que existe problemas com OS “GERIR” mais o estado é responsável!!!

  • Depois do Bolsonaro ter praticamente inviabilizado o sistema de saúde, por questões ideológicas, e ainda por cima cortado
    verbas para a saúde; a população fica reclamando dos prefeitos, e dos governadores, e esquecem o nome do maior
    responsável por tal situação.
    Esquecem também que os deputados, e senadores, não tem poder para liberar verbas
    Os prefeitos e governadores estão sendo cobrados por erros de alguém que não tinha e nem
    a mínima condição de ser presidente.

  • Delfios em 100 dias Bolsonaro já acabou com a saúde? Santa ignorância. A bagaceira vem de longe

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles