As primeiras do dia

O placar foi elástico. Somente Marco Aurélio Melo ficou contra, como sempre. Mas o restante mandou dizer a Curitiba que Lula fica lá, em sala especial. Dória já lambia os beiços em São Paulo querendo faturar em cima do ex-presidente. Ficou só na lambida. Agora vai ter que lamber outras coisas para aplacar a fome.

**

O Supremo mandou dizer à República de Curitiba que quem manda no pedaço é ele.

**

E a reforma da previdência, assim mesmo, sem letra maiúscula, terminou aprovada, sem acréscimos ou rasuras, pelos deputados federais. Agora vai pro Senado, será aprovada de novo e o Bozo, gozando em orgasmos múltiplos, festeja com aquela franja caindo em cima dos olhos.

**

A vida é feita de acontecimentos. Quando os acontecimentos se acabam, a vida também se esvai e o sujeito vira defunto.

**

E eu só morro quando não tiver mais jeito, podem acreditar.

**

Contas do prefeito Ricardo Pereira, de Princesa, aprovadas pelo segundo ano consecutivo.

**

Depois de décadas de reprovações, as contas da Prefeitura de Princesa voltaram a normalidade.

**

E a turma do contra quase pirando.

**

Assim caminha a humanidade.

**

O mestre João Costa diz isso e nisso eu acredito.

**

Eu não condeno Luciano Cartaxo por dar emprego aos seus conterrâneos de Sousa. O errado é a turma receber sem trabalhar.

**

Segundo Zé Gotinha, em determinada cidade do planalto da Borborema a coisa é mais feia do que uma noite de escuro.

**

Sem lua e sem estrelas.

**

Dudu do Shoping estava ensinando seus quatro filhos a degustar cerveja gelada ontem à noite no Bar de João.

**

Fred Menezes tira o sono dos adversários da prefeita Lorena em Monteiro.

**

Secretário de Comunicação igual a Fred, tô pra ver.

**

E Vavá da Luz, inaugurando a piscina nova de sua Senzala, caiu na água com Dona Lia.

**

Se Miguezim não vier, eu e Bibiu vamos.

**

Amanhã é sexta, pessoal.

**

E no sábado, a turma come cuscuz com bode na Torre.

**

Tevaldo de Otílio, o maior goleiro de futebol de salão de Princesa, recebendo justa homenagem da Prefeitura Municipal.

**

Inté.

4 Comentário On As primeiras do dia

  • O ex-juiz, e ainda ministro, Sérgio Moro usou os seus “tentáculos” em Curitiba, e em São Paulo,
    tentando demonstrar uma força que já não possui, mas se nega a admitir, e quebrou a cara.
    E pior, conseguiu deixar patente para todo o mundo o quanto é maquiavélico.
    Perdeu e perdeu feio. E ainda levou junto com ele todos aqueles que, de modo insano
    e covarde, comemoravam sua tentativa de retaliação mesquinha.
    Saiu do embate pronto prá levar um pé na bunda, ao som do eco de 10 X 1…..10 X 1…

  • EITA TIÃO
    ROMERO RODRIGUES NÃO QUER FICAR FORA DE MODA NEM DA MÍDIA, DEPOIS DOS ESCÂNDALOS DAS MERENDAS ARRUMOU UM JEITO DE POSAR DE VÍTIMA, TIPO DELTAN, MORO, JOYCE E OUTROS DA REPÚBLICA DOS BOZOS!!!
    (O prefeito Romero Rodrigues registrou um Boletim de Ocorrência na Central de Polícia de Campina Grande, na tarde desta quarta-feira (7), denunciando a clonagem do número de seu aparelho celular por um suposto golpista.
    Após a clonagem, a partir do número, verificou-se que foi baixado o aplicativo WhatsApp Business. Entre os alvos da ação criminosa via mensagens de texto, segundo Romero, estão a Secretaria de Saúde do Município e alguns empresários da cidade.)

  • SUPREMO DÁ O TROCO NA LAVA JATO

    Por Helena Chagas — agosto 7, 2019, 18:53

    A decisão de suspender a transferência do ex-presidente Lula de Curitiba para Tremembé (SP), por um amplo placar de dez votos a um, foi o primeiro troco do Supremo Tribunal Federal na Lava Jato. Depois de ter nomes de ministros citados nas conversas impróprias vazadas pelo The Intercept como alvo ou como aliados da força-tarefa, essa maioria se formou rapidamente, incluindo tanto “garantistas” como ” lavajatistas”. Foi a maior derrota de Sérgio Moro, Deltan Dallagnol e a turma de Curitiba na mais alta Corte do país até hoje.

    Quando alguém imaginou ter, num julgamento envolvendo Lula e a Lava Jato, Gilmar Mendes e Luiz Roberto Barroso votando lado a lado de forma igual? O relator, Edson Fachin, não mostrou qualquer hesitação depois de ouvir o parecer favorável da PGR Raquel Dodge e concedeu dois dos três itens da liminar pedida pela defesa do ex-presidente.

    O outro ponto, que era a liberdade do ex-presidente, não foi acolhido e será decidido pela Segunda Turma quando ela retomar o julgamento do habeas corpus que questiona a parcialidade do ex-juiz e hoje ministro da Justiça na condenação do ex-presidente.

    A vitória da defesa de Lula animou muita gente a apostar num desfecho favorável a ele, embora o julgamento na Turma não tenha ainda data confirmada. A decisão continua nas mãos do decano Celso de Mello, já que Edson Fachin e Carmen Lucia votaram contra e Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski são favoráveis. Mello continua sem dar pistas do que fará, mas nesta quarta recusou a argumentação do colega Marco Aurélio contrária à suspensão da transferência evocando uma “situação de clara periclitação do estado de liberdade do paciente”.

    Não se sabe, tampouco, qual seria o placar no plenário do habeas corpus que hoje está na turma. É evidente que os chamados “lavajatistas”, como Barroso, Luiz Fux, Carmen Lúcia e Fachin não vão mudar de posição assim. Mas o episódio da transferência para Tremembé – um ato que cheirou a vingança da força-tarefa pela desmoralização trazida pela Vaza Jato – mostra que os ventos mudaram no Supremo.
    (Fonte: Os Divergentes)

  • Hein , imagina quem vem para o almoço?
    O passado assombroso e insepulto.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste