E se Tatiana abrir o bico?

O coordenador do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, Octávio Paulo Neto, revelou em entrevista nesta sexta-feira (09), ao Portal ClickPB, que pode existir um acordo de delação premiada no caso da ex-prefeito de Conde, Tatiana Lundgren Correa de Oliveira, caso as informações sejam úteis para as investigações.

“Nós enquanto gestores do caso, temos que ouvi-la e aferir a utilidade disso pra Justiça. Se for útil pra Justiça, dentro dos critérios legais e formais, a gente tenta viabilizar o acordo”, esclareceu Octávio Paulo Neto. O interesse na colaboração premiada deve surgir da defesa da acusada, que forneceria informações para os investigadores.

A hipótese de assinatura de um acordo de colaboração premiada está sendo ventilada em setores da imprensa e da política. No entanto, Octávio Paulo Neto afirmou que ainda não foi procurado pela defesa da ex-prefeita para este tipo de tratativa.

O coordenador do Gaeco ainda explicou que “o acordo é efetuado e realizado pelo Ministério Público, submetido à Justiça para verificar tão somente a formalidade do acordo. A materialização dele, o conteúdo dele, as tratativas dele e o que tem a ser oferecido é uma questão exclusiva do Ministério Público”.

De acordo com o coordenador do Gaeco, as investigações prosseguem sendo realizadas em busca de coletar mais esclarecimentos em relação ao caso. Tatiana foi presa na última terça-feira (06) juntamente com o ex-procurador de Conde, Francisco Cavalcante Gomes. Eles são acusados de lavagem de dinheiro, peculato e crime de responsabilidade. A ex-prefeita segue detida no Presídio Júlia Maranhão, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

Defesa nega possibilidade de acordo

O advogado da ex-prefeita do município de Conde, Litoral Sul paraibano, Rembrant Asfora, em contato com o Portal WSCOM, afirmou ser inverídica as informações veiculadas na imprensa de que a ex-gestora teria assinado um acordo de delação premiada junto ao Ministério Público da Paraíba (MPPB).

O operador do direito, foi taxativo ao afirmar que tais informações não passam de especulações: “Pura especulação. Essas informações que circularam em alguns blogs, não passam de especulações. Não há nenhuma negociação acerca de uma colaboração premiada. A nossa cliente tem a certeza que todas as provas foram apresentadas e apenas estamos aguardando a decisão da justiça”, explicou Rembrant Asfora.

1 Comentário On E se Tatiana abrir o bico?

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste