Está mais do que na hora de se despartidarizar a dor

Está na hora de despartidarizar a dor.

Eu acho inclusive que já passou da hora.

Considero uma falta de vergonha na cara alguém se aproveitar da dor que reina em Minas Gerais para fazer política.

Contra ou a favor de alguém ou de algum partido.

Eu pensava que esse tipo de política fanática só existia em Princesa, minha terra natal.

Lá, quem vota num partido não vai à festa do outro que vota no partido adversário.

Certa vez lancei um livro em minha terra e amigos de infância não foram, embora convidados, porque quem organizou a festa foi o prefeito, eleito por partido que não gozava da simpatia dos meus queridos e amados amigos.

Mas na dor eles sempre chegaram perto, jamais soltaram foguetões comemorando a morte de algum adversário.

Ao contrário do que vem ocorrendo em Brumadinho.

Os partidários de Bolsonaro dizem nas redes sociais que a barragem arrombou porque  foi construída no governo de Lula.

Os do outro lado fazem mangação dos erros de português cometidos pelo presidente e alguns dos seus seguidores.

E ninguém presta atenção na lágrima que cai dos olhos de quem viu um ente querido ser engolido pela lama.

Isso é ruim, muito ruim.

Melhor voltar pra Princesa, onde a política só interfere em situações festivas, jamais em momentos de dor.

2 Comentário On Está mais do que na hora de se despartidarizar a dor

  • Antônio carneiro de Almeida

    Está na hora de descer do palanque e torcer pelo bem de todos os brasileiros, o presidente é de todos, não podemos ficar nessa guerra e desrespeitando quem não possui o mesmo pensamento, não vou negar o meu voto no Hadad e não existe arrependimento. Desejo benefícios.para todos. Já está claro que na política não existe santo, a mídia diariamente posta o que era praticado e não venham dizer que é perseguição, contra fatos não existe argumentos. Vamos juntos torcer por um Brasil melhor.

  • UMA GRANDE MAIORIA DA POPULAÇÃO, PERDERAM A NOÇÃO DO QUE É SENTIMENTO DE AMOR AO PRÓXIMO. E SÓ DÃO UM REAL VALOR PARA O QUE POSSAM DAR RETORNO PARA ELES(AS).

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste