Hospitais referência para Covid-19 da Grande João Pessoa estão com 90% de ocupação de leitos de UTI | Blog do Tião Lucena

Hospitais referência para Covid-19 da Grande João Pessoa estão com 90% de ocupação de leitos de UTI

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) realizou um censo hospitalar em 17 unidades de saúde do estado referência no tratamento de pacientes com Covid-19 e constatou que 89,4% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos dos hospitais públicos e privados da região metropolitana de João Pessoa estavam ocupados na última sexta-feira (19). Ou seja, dos 170 leitos de UTI públicos e privados desta região, 152 estavam ocupados, restando apenas 18 leitos disponíveis. O levantamento mostrou também que, em Campina Grande, a taxa de ocupação destes leitos era de 52,3% e que, no Sertão, este índice era de 68%, na mesma data. Confira o levantamento

O trabalho do CRM-PB foi realizado por conselheiros que visitaram as unidades de saúde e levantaram os dados junto aos diretores técnicos de cada local. Na Grande João Pessoa, foram visitados cinco hospitais públicos (Prontovida, Santa Isabel, Clementino Fraga, Metropolitano e Hospital Universitário Lauro Wanderley) e dois privados (Unimed e Nossa Senhora das Neves). Em Campina Grande, o trabalho foi realizado em três públicos (Hospital Universitário Alcides Carneiro, Hospital de Clínicas e Pedro I) e dois privados (João XXIII e Santa Clara). Já no Sertão, os dados são de quatro hospitais regionais (Patos, Cajazeiras, Pombal e Piancó) e da UPA de Cajazeiras.

“Estamos vivenciando mais um momento difícil desta pandemia. Apesar do constante aumento do número de leitos nos hospitais públicos e privados, do trabalho incansável dos profissionais de saúde, há uma grande e rápida disseminação do novo coronavírus em nosso estado, resultando na superlotação de algumas unidades de saúde. Nós, do CRM-PB, acreditamos que precisamos trabalhar juntos para amenizarmos os efeitos da pandemia. Os gestores públicos fazendo a estruturação dos serviços de saúde e a sociedade evitando as aglomerações e usando as máscaras corretamente. Precisamos de um trabalho conjunto de nós todos”, alertou o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais.

O conselheiro Bruno Leandro de Souza, membro da Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus do CRM-PB e um dos responsáveis pelo censo, ressalta que os dados apresentados refletem a realidade do dia 19 de fevereiro. “Estes números estão em constante mudança, com a internação e alta de pacientes ao longo do dia, além da expansão de leitos da rede. Mas o que vem nos preocupando é a crescente taxa de ocupação dos hospitais públicos e privados do estado e, mesmo assim, as pessoas continuarem promovendo aglomerações, como observamos agora no Carnaval”, afirmou.

Ele ainda acrescentou que a Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa já entrou em contato com o CRM-PB informando que já está previsto para o início desta semana uma ampliação de leitos UTI no hospital Santa Isabel. Na sexta (19), o hospital contava com 20 leitos de UTI, estando 18 ocupados. A previsão é que o hospital instale mais 10 leitos de UTI, passando para 30. “Tanto o hospital Santa Isabel, como outros da rede pública e privada, já estão se preparando para uma expansão do número de leitos. O objetivo do CRM é trabalhar em parceria com os gestores, auxiliando com informações e com o que for necessário, além de promover a boa medicina e uma assistência digna aos pacientes”, disse Bruno Leandro.

Números de leitos UTI e enfermaria por região
Em números absolutos, o censo do CRM-PB mostrou que nestas 17 unidades de saúde há 332 leitos de UTI Covid e 245 estavam ocupados, ou seja, um índice de ocupação de 73,8%. Na Grande João Pessoa, são 170 leitos de UTI e 152 ocupados (89,4%), em Campina Grande há 109 leitos de UTI, sendo 57 ocupados (52,3%) e, no Sertão, são 53 leitos de UTI e 36 estavam ocupados (68%).

O levantamento mostra também dados do número de leitos de enfermaria nestas unidades de saúde. Em todo o estado há um total de 466 leitos, sendo que 273 estavam com pacientes, ou seja, uma taxa de ocupação de 58,6%. Se tomarmos os dados por região, mais uma vez, a Grande João Pessoa apresenta taxa de ocupação bem maior que a média estadual: são 232 leitos de enfermaria, sendo 168 ocupados, um índice de 72%. Em Campina Grande, são 167 leitos, 62 ocupados e taxa de 37%. No Sertão, são 67 leitos de enfermaria, 43 ocupados e índice de ocupação de 64%.

O vice-presidente do CRM-PB, Antônio Henriques, que também coordenou o censo, acrescenta que desde o período eleitoral, seguido pelas festas de final de ano, verão e carnaval, estão sendo promovidos inúmeros eventos propícios para a disseminação do novo coronavírus. “É preciso bom senso e cuidado com as pessoas que podem desenvolver a forma grave da doença. Estamos apenas iniciando a vacinação em nosso estado, ainda precisamos avançar na imunização e, enquanto isso, temos que manter as medidas de segurança já tão conhecidas de todos nós”, completou Antônio Henriques.

 

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.