Romero é denunciado ao TCE por empregar parentes dele e da mulher na Prefeitura

Π

O prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB) foi denunciado por nepotismo junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) por empresar parentes dele e da primeira dama e pré-candidata a vice-governadora, Micheline Rodrigues (PSDB).

Dados levantados pelo sistema Sagres do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), revelam que a jovem Carine Moura é contratada como cargo comissionado de Gerente de Abastecimento Farmacêutico da Secretaria de Saúde de Campina Grande. A gerente é irmã da primeira dama de Campina Grande, Micheline e recebe um  salário de R$ 9.830,00. A denúncia foi publicada nesta segunda-feira pelo site pautapb.

A denúncia com vários casos de nepotismo foi  apresentada ao TCE, com todos os documentos probatórios, pelo corpo jurídico do deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PSB), que entendeu que os atos do tucano prejudicam o bem público. Dentre os denunciados estão Betânia Ligia de Araújo, tia da primeira dama, esposa do gestor Romero Rodrigues, para exercer o cargo de provimento em comissão de Gerente da Vigilância Sanitária, conforme informações extraídas do Sagres acostadas ao processo.

Da mesma forma, consta na denúncia a contratação de Izabel Maria Veiga de Oliveira, irmã do gestor Romero Rodrigues Veiga, estando descrita em matérias da PMCG publicadas no próprio site da Prefeitura pela Coordenadoria de Comunicação – CODECOM, ocupando o cargo de Coordenadora do Programa Mais Educação, junto à Secretaria de Educação do município de Campina Grande – PB, por nomeação do citado prefeito.

Também consta na denúncia que a Sra. Giovanna Karla Barros Fernandes do Carmo, identificada como cunhada do gestor, exerce o cargo de Assessora Política, cargo em provimento de comissão, lotada no Gabinete do Prefeito. A esposa do vereador Márcio Melo (PSDC), primo de Romero Rodrigues, também está empregada no gabinete do prefeito Romero com salário de R$ 9.156,00.

 “Com efeito, de tudo que aqui foram acostados, resta evidente que as pessoas acima referidas, além de estarem enquadradas na proibição legal de nepotismo, estão no exercício dos cargos em que foram nomeadas pelo gestor municipal desde o início de sua primeira gestão, ou seja, desde os primeiros meses do ano de 2013” revelam os autos do processo.

3 Comentário On Romero é denunciado ao TCE por empregar parentes dele e da mulher na Prefeitura

  • Mais um dado a confirmar o “apego familiar” traduzido em nepotismo adotado por Romero, prefeito de Campina Grande, um dos cabeças da chapa NÓS E O POVO LÁ DE CASA!
    Imaginem o que não rolava nos velhos tempos em que esses grupos familiares assumiam o poder na Paraíba quando não havia o mínimo de transparência. O sujeito empregava no Estado até a empregada doméstica.
    Portanto, é chegada a hora de acabar com a boquinha desses grupos ligados por parentesco que feito praga de carrapatos sugam o sangue dessa pobre Paraíba!

  • Oh povo continuem votando para aumentar a renda das clãs familiares.O pior que tem pessoas que dão a vida por esses tipos de políticos .

  • Tu num sabe Tião que tucano pode tudo? Vai o PT fazer isso pra ver a cacetada da grande imprensa. Tucano é como a rainha do xadrez, diferente da limitação das outras peças, a rainha anda quantas casas quiser em qualquer direção.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste