As primeiras do dia

A  TV Globo, na maior cara de pau, foi ao Mutirão de  Campina Grande se apresentar como a responsável pelas obras de pavimentação, esgotos e outras melhorias ali implantadas pelo Governo do Estado.

**

Simplesmente diz que as obras que melhoraram a vida daquela população campinense são conquitas do calendário da TV Paraíba, afiliada da Globo, sem ao menos creditar o mérito ao Governo, que fez porque a Prefeitura, que nada fez, negou-se a fazer.

**

É por essas e outras que eu já disse e repito aqui: não consigo conviver com o mau caráter ou com o sem caráter.

**

Ricardo Coutinho fez do Mutirão gente e não será uma emissora de televisão, tida como séria mas que de séria nada tem, que vai apagar esse feito da memória do povo campinense.

**

Giusepe Medeiros, vice-presidente da Junta Comercial, morreu de infarto ontem à noite.

O ano começou  mal.

**

O prefeito de João Pessoa anunciou com alarde que determinou o pagamento do novo salário mínimo.

Oxi, apenas cumpriu a lei, né não??

**

Mais que ele fez o prefeito de Princesa, Ricardo Pereira, que mandou pagar um salário mínimo maior do que o salário fixado por Bolsonaro.

**

O pessoal que foi assistir a virada do ano na orla de João Pessoa deixou depositadas na areia 75 toneladas de lixo.

**

Quinhentos mil paraibanos vão pagar energia mais barata, graças a decreto assinado pelo governador João Azevedo.

No primeiro dia de Governo, a primeira promessa de campanha cumprida.

**

Aí os adversários se descabelam.

**

Morrem do bofe.

**

Se atiram pela janela.

**

Se enforcam num pé de coentro.

**

Tiram as calças e pisam em cima.

**

E sábado tem festa de reis em Bananeiras.

**

Chico Ferreira vai estar lá, que ele não é besta pra perder.

**

Carlos Candeia também.

**

E Ramalho Leite nem se fala.

3 Comentário On As primeiras do dia

  • GRANDE TIÃO ! ESTE CASO DA PMCG, DIZENDO QUE FEZ SEM TER FEITO,NÃO PODE HAVER UM PROCESSO. CONTRA A MESMA?

  • Posse do novo chanceler foi o samba do diplomata doido, por Bernardo Mello Franco

    qui, 03/01/2019 – 10:14
    Atualizado em 03/01/2019 – 10:4

    Jornal GGN – Em sua coluna de hoje, no O Globo, Bernardo de Mello Franco mostra-se abismado com o novo chanceler. A posse de Ernesto Araújo foi, para ele, o samba do diplomata doido. No discurso, Araújo misturou Renato Russo, Tarcísio Meira, Raul Seixas e um seguidor anônimo no Twitter. Recitou a Bíblia em grego e lascou a Ave Maria em tupi.

    Com o espanto da plateia, Araújo exaltou o ideólogo Olavo de Carvalho e mandou os funcionários do Itamaraty lerem menos ‘New York Times e mais José de Alencar’. Desfiou a cantilena contra o ‘globalismo’ e avisou que ‘não tem medo de sofrer’, prometendo ‘libertar a política externa e o Itamaraty’.

    ‘Num governo que terá a pastora Damares Alves como ministra, o novo chanceler consegue chamar a atenção pelo exotismo. Uma façanha’, conclui Bernardo Mello Franco.

  • Novo aumento do mínimo, que já é mínimo, e ainda foi diminuído em 8 reais.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste