O fascismo de Nilvan Ferreira

Por Flávio Lúcio

No Brasil, dois fenômenos da nossa cultura política recente chamam a atenção.

O primeiro, é a incomum quantidade de pobres assumidamente de direita – eu me refiro à defesa ideológica da manutenção do status quo, a principal característica desse pensamento conservador.

O segundo, são negros e mestiços que simpatizam com ideias próximas ao fascismo, rejeitando, além do comunismo, qualquer valor que remeta à defesa da igualdade social, o  ataque às instituições da democracia liberal, associada à defesa do uso da força como meio de solucionar conflitos, além dos ataque às minorias, sobretudo homossexuais.

Pois bem, o radialista Nilvan Ferreira tem se notabilizado pela defesa intransigente do bolsonarismo, a vertente hegemônica, hoje no poder, do pensamento da direita brasileira.  Nilvan foi um entusiasta, por exemplo, da candidatura do atual presidente, e continua sendo um defensor do governo de Jair Bolsonaro a ponto de se filar ao PSL, por enquanto, o partido bolsonarista.

O fascismo de Nilvan fez com que ele comemorasse, hoje, durante o programa Correio Debate, da 98 FM, o tapa que também bolsonarista  Augusto Nunes deu no também jornalista Gleen Greenwald. O fato ocorreu ao vivo enquanto transcorria o programa Pânico, da Rádio Jovem Pan

Com seu já tradicional mau-caratismo, para justificar o ato de violência, comemorando a agressão de Augusto Nunes, Nilvan Ferreira colocou na boca de Greenwald palavras que ele não disse ao seu interlocutor.

Nilvan disse que Gleen insultou Nunes, afirmando que ele ele fazia um “jornalismo sujo”, de “esgoto”“podre”, o que não corresponde a verdade e você pode conferir no vídeo abaixo, exatamente o que disse Gleen, que, na verdade, foi agredido por ter chamado Augusto Nunes de “covarde” por conta do jornalista, que trabalha na Jovem Pan como um dos apresentadores do programa Pingo Nos Is.

Eis as palavra de Greenwald: “Ele disse que um juiz de menores deveria investigar nossos filhos e decidir se vamos perder nossos filhos, que eles deveriam voltar para o abrigo, acusando que estamos abandonando, negligenciando os filhos. A coisa mais nojenta que vi na minha vida.”

Augusto Nunes reagiu. “Essa é a prova de que o Brasil criou o faroeste à brasileira. Quem tem que se explicar é quem comente crimes, quem fica cobrando quem age honestamente. Ouça-me: o que eu disse, vocês vão perceber, é que ele (Glenn) não sabe identificar ironias, não sabe identificar um ataque bem-humorado. Convido ele a provar em que momento eu pedi que algum juizado fizesse isso. Disse apenas que o companheiro dele passa tempo em Brasília, passa o tempo todo lidando com material roubado. Quem vai cuidar dos filhos?”.

Gleen: “Você é um covarde! Você é um covarde! Eu vou falar o porquê”.

Nesse momento, Augusto Nunes tentou esmurrar Gleen, mas o americano conseguiu desviar. Num novo ataque, Nunes atinge Glenn no rosto.

(Veja o vídeo da agressão).

Augusto Nunes foi mesmo covarde ao dizer que fez uma ironia. Veja o que disse Augusto Nunes em seu programa na Jovem Pan, dia 1º de setembro de 2019, durante o programa Pingo no Is, da Jovem Pan:

“O Glenn Greenwald passa o dia dando chiliques no Twitter, ou trabalhando de receptador de mensagens roubadas. Esse David fica em Brasília lidando com rachadinhas, que essa é a suspeita aí, que isso dá trabalho. Quem é que cuida das crianças que eles adotaram? Isso aí o juizado de menores devia investigar”.

Ou seja, sem apresentar nada que comprovasse o que afirmava,  Nunes criticou Glenn insinuando ele não cuida do dois filhos adotivos que o jornalista americano tem com o deputado federal David Miranda (Psol-RJ).

A antipatia de Augusto Nunes tem a ver com o fato de que Glen é um dos criadores do The Intercept Brasil, site que responsável pela chamada Vaza Jato, a série de reportagens que, em parceria com alguns órgãos da imprensa tradicional, como o jornal Folha de São Paulo e a revista Veja, denuncia os abusos e ilegalidades da Operação Lava Jato.

E esse é o motivo para que, por osmose, Nilvan Ferreira defenda a agressão de Augusto Nunes contra Gleen Greenvald.

Os dois se merecem.

GLEEN GREEWALD

Greenwald é gay assumido, vive no Rio de Janeiro e é casado com o hoje David Miranda,deputado federal do PSOL. Os dois têm dois filhos adotados.

O jornalista Gleen Greenvald se tornou uma personalidade mundial quando, numa série de reportagens publicadas pelo jornal inglês The Guardian, denunciou, em 2013, a extensão dos tentáculos da espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA) do governo americano, a partir de informações repassadas pelo funcionário da NSA, Edward Snowden. Pelas reportagens, Gleen e sua equipe ganhou o Prêmio Politzer, de 2014, o prêmio mais importante do jornalismo mundial.

E quem é Augusto Nunes?

11 Comentário On O fascismo de Nilvan Ferreira

  • A EMPRESA jOVEN PAN JÁ PEDIU DESCULPAS AO GLENN PELA AFRESSÃO PRATICADA
    PELO SEU FUNCIONÁRIO.
    PODE SER QUE A EMPRESA ESTEJA APENAS QUERENDO SE PROTEGER DAS MEDIDAS JUDICIAIS
    QUE PODERÃO VIR.
    QUANTO AO AGRESSOR, A EMPRESA DEVERIA DAR A PUNIÇÃO LEGAL: DEMISSÃO
    POR JUSTA CAUSA.

    O GLENN JÉ UM JORNALLISTA CONHECIDO , E RESPEITADO, INTERNACIONALMENTE
    .
    AGORA O AGRESSOR VIROU NOTÍCIA NO WASHINGTON POST. DA PIOR FORMA POSSÍVEL.

    CADA UM TEM O QUE MERECE!

  • Antonio José lopes Rocha Júnior

    Mostrou o Nilvan ser tão canalha quanto o Augusto.

    • Parabéns Nilvan, posição correta!!! Augusto arrume um bom advogado pois serás enquadrado na lei Maria da Penha. Sim em relação ao bom Advogado pode pedir indicação a Lúcio Flávio.

  • E eu pergunto: onde está o Queiroz????

  • Glenn Grenwald não falou, mas Augusto Nunes faz sim um jornalismo “sujo”, de “esgoto”, “podre” e não passa de um covarde. Nilvan, por sua vez, é um oportunista, hipócrita e venal, que faz o jogo dos patrões.

  • Nilvan é um ex comedor de cacto no sertão..hoje com dinheiro no bolso,pabuloso quer se engrandecer nas custas dos pobres.

  • Nilvan também fez isso com Estela,não a agrediu fisicamente talvez por causa da lei Maria da Penha,bota uma camisa de força nesses caras que acham que um microfone lhes dão o direito de agredirem as pessoas.

  • Eu fico a me perguntar !!! Quem Nilvan Ferreira ??? Senão mais um desses cuspidores de microfone que aceitam, transmitir como se seu fosse o pensamento de seus patrões. Campina Grande e João Pessoa tem vários exemplos de defuntos vivo da “imprensa”, que num passado não muito distante, aceitaram fazer este trabalho sujo… A abolicionista Harriet Tubman, definiu este tipo de gente: “ Libertei mil escravos. Podia ter libertado outros mil se eles soubessem que eram escravos. ”

  • Meu caro, este rapaz não fazendo nada mais que ser um sujeito sem caráter!
    Além de ser um grande serviçal, pois ele faz todo esse teatro a mando do seu SENHOR!

  • Airton Calado- Campina Grande

    O Augusto Nunes se delicia com a prisão de Lula e Dilma desde que saiu da tv cultura, deve andar muito estressado, a turma do Bozzo age dessa forma, justiça nele e uma boa idenização, covarde ele e quem compartilha com ele.

  • Gente que até ontem não tinha a mínima capacidade intelectual, agora encontra oportunidade para apareça junto com as ratazanas saidas do esgoto de bostanaro. Vão prá baixa da égua.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste