Olenka revela que saiu da Prefeitura porque foi pressionada

A suplente de deputada estadual, Olenka Maranhão, revelou que entregou a Secretaria do Trabalho e Renda da Prefeitura porque não aguentou a pressão exercida sobre ela para uma definição do MDB em torno da candidatura do prefeito Luciano Cartaxo.

Ela  revelou que se sentiu incomodada com a pressão política que estava sofrendo enquanto ainda ocupava o secretariado do prefeito Luciano Cartaxo (PSD). A sobrinha do senador José Maranhão (MDB) afirmou, nesta terça-feira (30), que o incômodo surgiu porque seu tio é o pré-candidato da legenda para o Governo do Estado e existia a cobrança por parte do núcleo cartaxista para que houvesse uma definição sobre posicionamento político para as eleições.

“Veja bem, a indicação era do MDB e existia, de certa forma uma preocupação. Mais do que uma preocupação, uma inquietação por parte do Executivo de estabelecer prazos. E eu, de certa forma, me senti incomodada, e deixei o cargo. Então existiu sim um incômodo e acima de tudo porque existia uma inquietação muito grande no núcleo do prefeito Luciano Cartaxo para uma definição de compromissos políticos, que na verdade não existiam. Em momento nenhum se fez o compromisso de apoiar o prefeito Luciano Cartaxo para governador. Não existe um rompimento político, mas que houve uma cobrança muito efetiva em relação a um apoio do MDB à pré-candidatura de Luciano Cartaxo, sendo que não existia o compromisso”, declarou a uma rádio da Capital.

Olenka ainda alfinetou o estilo monocrático que o PSD tem lidado com as discussões para as eleições deste ano. “Se existe um partido que faz discussões, que faz encaminhamentos de forma democrática é o MDB, que vem procurando manter essa postura. Talvez em outros partidos não se tenha discussões políticas de forma tão clara e tão aberta como MDB”, disse.(com o Blog do Gordinho)

2 Comentário On Olenka revela que saiu da Prefeitura porque foi pressionada

  • Como a Olenka não se reelegeu deputada, o Maranhão procurou uma boquinha para ela na Prefeitura, agora ela não vai a boquinha e jamais será eleita para cargo de deputada vista está de lado dos golpista. Se eu fosse Luciano eu não me candidataria a nada e terminaria o mandato e ainda por cima apoiaria o PSB e também sairia do PSD e se filiaria ao PSB, será uma tapa com luva de pelica na cara dos oposicionista.

  • Porque essa mulher não procura um trabalho decente, quer somente emprego sem fazer nada em nome da política.

Deixe uma resposta:

Seu endereço de e-mail não será mostrado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sliding Sidebar

Sobre Tião Lucena

Sobre Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá.

Social Profiles

teste